94909490

19 setembro 2018

Milhões de brasileiros estão inadimplentes. Muitos sequer sabem como começar a colocar as contas em ordem e limpar o nome

Como limpar o nome

O Brasil tem atualmente mais de 62 milhões de pessoas inadimplentes, segundo estimativa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). O estudo constatou uma realidade nada positiva: o número de brasileiros negativados está em patamar muito superior a sua média histórica.

Além, é claro, da falta de planejamento financeiro e da organização de despesas, que ainda é uma questão negligenciada por muitas pessoas, esse nível de inadimplência pode ser explicado pelo fato de que o país acabou de passar pela maior crise econômica de sua história, em que o número de desempregados ultrapassou a marca de 13 milhões.

Diante dessa situação, como colocar as contas em dia e como acertar os débitos e limpar o nome? Vamos lá:

Entenda por que o nome fica ‘sujo’

Quando você faz uma compra no crédito ou adquire uma dívida a prazo e, depois, não consegue pagar as parcelas, a empresa vendedora tem o direito de incluir seu nome nos órgãos de proteção ao crédito, como o SPC Brasil. Porém, ela é obrigada a te contatar antes através de uma carta, informando que, caso você não quite o débito em um determinado prazo, seu nome ficará negativado.

“As empresas devem fazer contato com o consumidor para tentar receber o valor de forma amigável. Caso o consumidor não se lembre desse contato – e não saiba qual empresa o negativou, basta fazer uma consulta do CPF para descobrir”, explica a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti.

Veja como consultar seu nome no SPC Brasil

Nome sujo – e agora?

Após terem o nome negativado, muitos consumidores não sabem o que fazer ou como falar com a empresa credora. Por isso, uma em cada quatro pessoas inadimplentes (25%) acaba contratando empresas especializadas, na tentativa de limpar o nome. Apesar disso, é importante saber que o consumidor pode fazer a negociação diretamente com a instituição credora e conseguir bons acordos.

Se você está inadimplente, uma negociação amigável é sempre a melhor opção. A maioria das empresas são preparadas para lidar com essa questão com naturalidade e flexibilidade.

Como iniciar uma negociação?

Procure agir com transparência e plena consciência das suas possibilidades de pagamento. Não adianta assumir um compromisso para a quitação da dívida que esteja além das suas reais condições financeiras para o momento. “Para fazer a negociação, a pessoa deve entrar em contato diretamente com o credor. Nesse momento, é sempre melhor já ter feito todas as contas para saber o quanto pode pagar e fazer a proposta para a empresa, podendo esperar uma contraproposta depois”, esclarece Marcela.

Muitos credores, dependendo do valor e do tempo de inadimplência, estão predispostos a preparar condições mais favoráveis para que seus devedores consigam quitar suas dívidas. Para quem vendeu, é sempre melhor receber alguma quantia do que não receber nada. Reduções e isenções em taxas de juros, descontos promocionais e campanhas de negociação são alguns dos exemplos mais comuns dos procedimentos adotados pelas empresas para ampliar as possibilidades de diálogo com os inadimplentes.

Caso você não consiga negociar, pode ser interessante contratar uma empresa intermediadora. Mas muita atenção com golpes e falsas promessas: muitas empresas prometem limpar o nome mesmo sem a quitação da dívida. Essa possibilidade não existe e, muito provavelmente, esse tipo de promessa está associada a meios ilícitos e fraudulentos. Descubra também quais as taxas que essa empresa lhe cobrará.

Cuidado com as ciladas na hora de limpar o nome!

Em tempo: se a negociação for um sucesso e você conseguir o parcelamento de suas dívidas, deverá assinar um documento com os detalhes do acordo. Isso significa que a dívida anterior desaparecerá e uma nova surgirá.

“Após a quitação (ou pagamento da primeira parcela da nova negociação) a empresa tem até 5 dias úteis para retirar o nome do consumidor do cadastro de devedores. Se isso não acontecer, a pessoa deve procurar novamente o credor com o comprovante do pagamento e exigir a retirada do nome do cadastro de devedores”, esclarece Marcela.

De olho em seu CPF

Também pode acontecer de você ter seus documentos clonados e utilizados de maneira indevida. Um golpista, por exemplo, pode usar seu CPF para fazer uma dívida, incluindo, assim, seu nome nos órgãos de proteção ao crédito. Nesse caso, é cabível fazer um boletim de ocorrência e também avisar a empresa responsável pela sua negativação, que deve retirar seu nome dos cadastros de devedores.

Por isso, é sempre importante monitorar seu CPF. Você pode fazer uma consulta no balcão de atendimento do SPC Brasil ou pela internet. Também é possível assinar o serviço de monitoramento do CPF.

Quais são as vantagens de ter o nome limpo?

Quando você tem o nome limpo, é visto como um bom pagador pelo mercado. Dessa forma, fica mais fácil conseguir empréstimos, financiamentos e consórcios, com taxas de juros menores.

Você também consegue melhores condições de pagamentos para compras –, pois os lojistas, geralmente, checam o seu histórico antes de parcelar algo.

Conseguir abrir uma conta corrente ou adquirir cartão de crédito são outras vantagens de bons pagadores. O mesmo vale para obtenção de visto para a entrada em outros países!

Cadastro Positivo

Trata-se de um banco de dados que reúne informações de operações de crédito e obrigações de pagamento quitadas ou em andamento, tanto de pessoas físicas quanto jurídicas.

Precisa de financiamento ou empréstimo? Inscreva-se no Programa Cadastro Positivo, caso você esteja em dia com suas contas. A adesão é gratuita.

 

Veja também

salario-13-dicas
Como aproveitar ao máximo o seu 13º salário!
Aquele dinheiro extra que costuma chegar no fim do ano é sempre muito bem-vindo. Mas, afinal, como gastá-lo   [...]
como-ficar-moda-verao-gastando-pouco
Fique na moda neste verão sem gastar muito
Mostramos as peças que farão sucesso na estação e como combiná-las com o que você já possui no armário  [...]
mbf_banners_portal_223x86_33
Como viajar barato no Carnaval
Quer aproveitar o Carnaval, mas não pode gastar muito? Fique atento às dicas e curta o feriado sem prejudica  [...]