pergunta 1 de 10

1 - Seu filho precisa de um tênis novo para ir ao colégio. Você resolve levar a criança ao shopping com você e ele resolve que quer o tênis mais caro da loja.
Você mantém seu objetivo de comprar um tênis com melhor custo-benefício e explica os motivos para seu filho.
Você tenta entrar em um acordo com o pequeno, mas se ele quiser muito a peça, acaba cedendo.
Deixa a criança escolher o tênis que quiser. Afinal, ele precisa da peça e você não vai fazê-lo aceitar qualquer coisa. Além disso, se eu não comprar “a casa vai cair”!
2 - Seu celular é bom, mas o novo modelo da marca mais desejada do momento saiu e todos no trabalho já estão falando em mudar de aparelho.
O que importa é a funcionalidade do celular. Por isso, nem liga para os desejos e materialismo dos outros.
Admite que ficou com vontade de comprar o celular que é maior e mais rápido. Por isso, analisa se não vai precisar mesmo da troca.
Não pensa duas vezes.. É para esse tipo de coisa que serve o cartão de crédito e o parcelamento “sem juros” não é?
3 - Ainda no trabalho, hoje é dia de comer fora e estão todos combinando de ir em um rodízio de japonês caríssimo. O problema é que já é fim de mês e sua conta está zerada…
Fala que não vai acompanhar o pessoal dessa vez. Se te perguntarem o motivo, você explica, sem problemas.
Você inventa uma história para escapar do almoço. Mas se insistirem muito acaba indo e vê no que dá depois.
O que importa é aproveitar. Tira dinheiro da poupança ou coloca o valor no crédito, mas ninguém vai saber que você está duro.
4 - Você ficou sabendo pelo seu chefe que sua promoção finalmente vai sair. Você só precisa esperar mais dois meses por causa da burocracia.
Fica feliz, mas continua com os pés no chão. Além disso, esse dinheiro já tem dono: um investimento.
Prefere esperar a promoção sair para, assim, fazer umas comprinhas e pensar o que fará com a grana extra.
Sabe que o dinheiro ainda não é garantido, mas acaba saindo e fazendo umas comprinhas. Afinal, você merece!
5 - A semana não foi fácil. Em casa, você e seu parceiro (a) só brigaram e você está se sentindo um lixo. O que faz?
Saio para relaxar, encontro pessoas que gosto, mas é raro ter vontade de comprar nessas horas.
Vou passear no shopping e, vez ou outra, acabo fazendo uma comprinha. Mas não perco o controle, não!
Compro mesmo. Nada como uma calça nova ou vestido lindo para elevar a autoestima de uma pessoa.
6 - Você acabou de perder o emprego e está desesperado. O que faz?
Tenta ser prático. Explica a situação à família e monta um plano com a reserva financeira que tem.
Fica sem chão por uns dias e não pensa em cortar gastos. Mas depois se recompõe e vê o que faz.
Usa parte do dinheiro da rescisão para viajar. Você precisa muito de uns dias para esfriar a cabeça.
7 - Você anda muito tenso e resolve ir ao shopping para ver a estreia de um filme no cinema…
Chega ao local e já vai direto para as salas de filme. Você não está precisando de nada das lojas.
Vai ao cinema e depois sempre dá uma voltinha, pois bater perna te acalma. Mas só compra se for uma promoção ou se valer muito a pena…
Já se programa para passar horas no shopping e sempre acaba comprando alguma coisa. Só assim consegue relaxar…
8 - Você precisa muito de uma calça jeans nova, mas quando chega na loja, quase tudo está em promoção!
Entro, compro o que preciso e vou embora. Promoções são úteis apenas quando as compras são necessárias.
Tento me controlar, mas dou uma garimpada pra ver se não tem nada mesmo que eu não precise.
Aproveito e já compro várias peças. Promoções são ótimas para renovarmos o guarda-roupa. Não dá para deixar passar!
9 - Dia 29 é aniversário da sua mãe e você quer comprar um presente incrível para ela.
Eu me programo e já separo um dinheiro extra para fazer a compra. Mas nada muito caro ou luxuoso.
Compro algo que com certeza vai impressionar minha mãe positivamente e, se for necessário, parcelo a compra.
Eu já me enrolei dando presentes muito caros para ela, mas não tem problema, ela merece. Meu objetivo é agradar!
10 - O aniversário do seu filho está chegando e você AMA fazer festas…
Todo ano analisa sua situação financeira e vê se pode fazer uma festinha. Se não puder, paciência…
A festa tem que sair, mas se você está duro faz uma coisa menor.
Faz uma festa de arromba, mesmo se as coisas estiverem apertadas. Não é todo dia que seu filho faz aniversário.