86878687

28 dezembro 2016

ano-novo-2017-sem-dividas

Veja um passo a passo para se organizar e arcar com as despesas do começo do ano – e também o que fazer para quitar dívidas pendentes

Considerando contas a pagar, o começo do ano costuma ser temido. Afinal, depois de aproveitar as festas de Natal e Ano Novo, confraternizações e dias de descanso – que muitas vezes incluem viagens – é preciso lidar com as contas. E nesse período elas não são poucas: IPVA, IPTU, matrícula e material escolar são apenas algumas. Justamente por isso, deve-se reservar um tempo no final do ano para olhar para as finanças. Quem não possui dívidas deve planejar gastos e investimentos para entrar em 2017 sem aperto. Quem está com dívidas em atraso, por sua vez, deve aproveitar o momento para almejar um novo ano mais azul.

Veja o nosso passo a passo para começar 2017 com as contas em dia, organize-se e aproveite também para fazer um balanço deste ano que fica para trás.

1º passo: balanço geral

Se você ainda não possui um controle do seu orçamento, este é o momento de começar um. Pode ser no papel, uma planilha no computador ou até mesmo usando um aplicativo. Isso porque o que você deve fazer é um balanço do seu ano, olhando tanto para o passado quanto para o futuro. Isso significa avaliar o que fez de certo e de errado no ano que passou e começar um planejamento financeiro para o ano que chega. Neste processo, pergunte-se: Quais foram seus principais gastos? Quais as suas despesas e contas fixas? Tem dívidas com juros? Quanto sobra mensalmente do seu salário e para onde está indo esse dinheiro? Avalie em que pode economizar, especialmente considerando que enfrentará despesas extras no começo do ano. Uma ferramenta útil para esse passo é o nosso Simulador Diagnóstico Financeiro.

2º passo: o que vem pela frente

“Anotar os gastos previstos ao longo do ano que está começando permite que você tenha uma visão macro de tudo que vai acontecer, facilitando na hora de se organizar para arcar com cada despesa”, diz José Vignoli, educador financeiro do Portal Meu Bolso Feliz. Assim, liste as despesas e contas que terá, junto com o prazo para pagar cada uma. Coloque-as junto às outras despesas já listadas. Abaixo, uma sugestão de possíveis itens:

Despesas fixas:
Aluguel, condomínio, luz, telefone, etc.

Outras despesas:
Impostos, matrícula e material escolar etc.

Dívidas:
Empréstimos, compras parceladas, etc.

Reservas financeiras:
Previdência privada, investimentos, poupança, etc.

Esta lista, claro, varia de pessoa para pessoa. Afinal, quem possui dívidas com juros, deve priorizar quitá-las, antes de pensar em construir uma reserva financeira. “Quem está endividado deve pesquisar a melhor forma de pagar o que deve. Será que consegue renegociar os valores? Suas finanças permitem adiantar o pagamento de parcelas com desconto? Zerar suas dívidas ou equilibrá-las deve ser o grande objetivo do ano”, enfatiza Vignoli.

3º passo: defina como pagará tudo

Olhando para este controle financeiro estruturado nos passos 1 e 2, faça a soma mensal. Você terá como arcar com tudo? Se a resposta for negativa, deve já estabelecer um plano de ação. A primeira delas é avaliar onde economizar. Mesmo com os cortes necessários ainda faltará dinheiro? Veja quais contas que, caso não sejam pagas no prazo, resultam em juros altos ou em corte de serviços. Essas despesas devem ser prioridade. Caso possa parcelar e opte por essa alternativa, lembre-se de planejar-se para arcar com as parcelas nos meses seguintes! Lembre-se também do seu 13º salário, que pode ser bem mais útil investido em quitar suas dívidas e tais despesas de início de ano do que gasto em compras ou artigos que não são necessidade. “Por isso também é interessante fazer esse planejamento com antecedência, para já avaliar o quanto de fato terá para gastar no final do ano, uma vez que deve separar o dinheiro destinado às contas que chegarão junto com 2017”, diz Vignoli.

4º passo: planeje-se para grandes projetos

Uma viagem, um curso, um casamento ou festa de 15 anos, são alguns exemplos de grandes projetos que demandam planejamento financeiro porque geralmente exigem um montante maior de dinheiro. Se você não for juntando aos poucos para bancá-los pode se ver com o orçamento totalmente desequilibrado e, pior, com dívidas. Pesquise e faça uma estimativa de quanto esse projeto custará quando colocado em prática e veja quanto precisará economizar por mês para realizá-lo. Nosso Simulador de Sonhos pode ajudar. “A quantia mensal reservada para a realização de sonhos deve fazer parte do planejamento financeiro da família. Caso contrário, de onde sairá o dinheiro?”, garante Vignoli.

5º passo: mantenha-se na linha!

Por fim, procure manter sua planilha, aplicativo ou agenda financeira atualizada, anotando todas as suas entradas e saídas. Dessa forma, saberá exatamente para onde está indo o seu dinheiro e pode, se necessário, ajustar gastos. Este passo é especialmente importante para quem possui dívidas e está pagando juros, afinal, para conseguir juntar dinheiro para quitá-las, é fundamental acompanhar seu dinheiro bem de perto. “Procure sempre revisar, no final de cada mês, as despesas previstas para o ano, incluindo, se possível, a parte destinada a sua reserva financeira”, ensina o educador financeiro. Dessa forma, consegue se preparar para meses com gastos mais “salgados”, como aquele em que precisará renovar o seguro do carro, celebrar a Páscoa, comprar um presente para o Dia das Mães ou mesmo de férias escolares, que acabam gerando mais gastos. Lembre-se sempre que, com um bom planejamento em mãos, os riscos de se ver endividado são muito menores. E os de realizar seus sonhos, maiores!

Será que você aprendeu a organizar as finanças para 2017?
Faça nosso TESTE e descubra!

Paula Aftimus

Paula Aftimus

Jornalista com especialização na State University of New York, editora de publicações e portais do Grupo Abril e especialista em mídias digitais. Passagem acadêmica pelas áreas de Serviço Social e Educação e MBA em Gerenciamento de Projetos pela FGV

Veja também

como-viver-sem-apertos-financeiros
7 práticas para viver sem aperto financeiro
De acordo com pesquisa realizada pelo SPC Brasil, 46 por cento dos brasileiros não controlam seu orçamento.   [...]
mbf_banner_noticias_12-rv21n
7 dicas para vencer a crise financeira no casamento
Especialistas apontam medidas para o casal e a conta bancária serem felizes para sempre A Universidade de Kan  [...]
mbf-cartao-pre-pago-dicas
Vantagens e desvantagens do cartão pré-pago
Entenda como funciona esse método de fazer pagamentos, saques e transferência e se vale a pena utilizá-lo  [...]