88898889

22 março 2017

Pagar dívidas, investir, reservar uma parte? Veja o que fazer para tirar o máximo de proveito do dinheiro da sua conta inativa do FGTS

Conforme anunciado pelo Governo Federal, todo trabalhador que pediu demissão ou teve seu contrato de trabalho finalizado por justa causa até 31/12/2015 tem direito ao saque das contas inativas de FGTS. O primeiro lote destas contas, para trabalhadores nascidos nos meses de janeiro e fevereiro, está disponível para retirada desde o dia 10 de março. No site da Caixa é possível ver o calendário de quando cada lote estará disponível e também descobrir o quanto possui em sua conta inativa e como sacar o valor. “O benefício é interessante desde que a pessoa saiba usá-lo de forma inteligente, caso contrário perderá a oportunidade de ter guardado e rendendo um dinheiro que tem como principais objetivos assistência em caso de demissão, aquisição de moradia, ajuda na aposentadoria e em caso de doenças graves”, alerta Marcela Kawauti, economista-chefe do SPC Brasil. Por isso, é importante pensar bem antes de decidir o que fará com o valor recolhido.

Abaixo, listamos 3 situações que podem ajudá-lo a usar seu FGTS inativo de forma inteligente, fazendo-o render!

1) Para quem tem dívidas em atraso

“Quem possui dívidas em atraso deve direcionar o dinheiro para quitá-las”, aconselha a economista. Mas, atenção, o conselho vale para dívidas em atraso, ou seja, dívidas que estão aumentando por causa dos juros. Caso esteja com um plano de pagamento de dívidas, quitando-as mensalmente sem prejudicar as finanças, vale direcionar o valor recebido para um investimento de boa rentabilidade, a não ser que a antecipação do pagamento das parcelas gere um desconto significativo.

2) Para quem pretende investir

Não possui dívidas em atraso? Neste caso, o melhor mesmo é usar esse dinheiro como uma reserva financeira. Em primeiro lugar, avalie se destinará o valor para lidar com imprevistos ou se o utilizará para engordar o montante reservado para a aposentadoria. “A pessoa precisa ter em mente que o fundo tinha, principalmente, este fim: ajudar na aposentadoria ou imprevistos como demissão e doença grave. Retirando o valor, não contará mais com essa reserva. Fica ainda mais importante construir seu próprio fundo para tais finalidades”, diz Marcela. Assim, evite gastar o valor em bens materiais, como televisão, geladeira, moto… a não ser que realmente necessite do item. Caso contrário, economize mensalmente até juntar o dinheiro para bancar a compra, preferindo pagar à vista. “Mesmo quem tem pouco dinheiro para sacar deveria investir o montante, já que em uma boa aplicação esse valor vira algo mais significativo”, ressalta Marcela.

Uma vez decidida a finalidade que dará ao dinheiro, defina o melhor caminho para fazê-lo render. “Se a finalidade será lidar com imprevistos, coloque o dinheiro na poupança ou em um fundo de investimento sem carência, assim pode retirar o valor necessário com facilidade”, aconselha Marcela.  Caso a finalidade escolhida seja reserva para aposentadoria, boas opções são o tesouro direto ou CDB de bancos pequenos. Nesta opções, vale lembrar, a rentabilidade compensa porque o dinheiro ficará bastante tempo investido, ou seja, são opções de investimentos a longo prazo.

Independentemente da opção escolhida, é importante que você se esforce para poupar de modo a todo mês engordar sua reserva financeira, seja ela para imprevistos ou aposentadoria. Usou o valor para quitar dívidas? Pois agora que não está mais tão no sufoco organize-se para criar o costume de poupar e assim iniciar uma reserva. Além disso, repense seus hábitos de consumo para manter suas contas em dia e nunca mais se ver endividado.

3) Pra quem deseja usar o dinheiro para consumo

Caso tenha a necessidade de comprar algo e deseja usar o FGTS inativo para este fim, procure utilizar somente parte do valor total, investindo o restante. “É interessante que pelo menos um pouco seja guardado para reserva financeira”, diz a economista. Ao efetuar sua compra, tenha em mente que, porque tem o valor para pagar pelo bem à vista, é possível pechinchar e pedir desconto. Além disso, faça uma ampla pesquisa de preço! Não é só porque está “cheio da grana” que vai se dar ao luxo de gastar sem pesquisar. Por fim, ao ir às compras, tenha foco. “Gaste apenas no que precisa, no item com o melhor custo benefício e somente o valor que reservou para consumir”, diz Marcela.

Por que você deve tirar o FGTS?

“Não sacar o valor das contas inativas do FGTS é perder dinheiro”, diz Marcela Kawauti. Isso porque o rendimento no fundo é menor do que a poupança. Ou seja, mesmo que não tenha uma finalidade para o valor, vale a pena enfrentar as filas e se organizar para retirar o dinheiro, colocando-o então em uma aplicação que fará o montante render mais do que os atuais 3% utilizados no FGTS.

Resumindo? Para usar o dinheiro do FGTS inativo de maneira inteligente as principais finalidades são a quitação de dívidas em atraso ou reserva para imprevistos ou investimento a longo prazo, pensando em garantir uma aposentadoria tranquila. Caso decida usar o valor em compras, utilize apenas parte do montante e fique atento para gastar de maneira inteligente.

Paula Aftimus

Paula Aftimus

Jornalista com especialização pela State University of New York, editora de publicações e portais do Grupo Abril e do Grupo LANCE!, especialista em mídias digitais e marketing de conteúdo. MBA em Gestão Estratégica e Econômica de Projetos pela FGV.

Veja também

trabalho-extra-mbf
Trabalhos para ganhar dinheiro no fim do ano
Veja ideias de trabalhos que você pode fazer após o expediente ou aproveitando as férias e festas de fim de  [...]
mbf_imagens_site_19
Brasileiros não se preparam para a aposentadoria
Veja as dicas de quanto e como poupar para o futuro. Saiba também as vantagens e as desvantagens da aposentad  [...]
mbf_banner_noticias_16
Parcelamento pode ser vilão na hora das compras
12% dos brasileiros acreditam que só conseguem adquirir tudo que precisam com a ajuda de parcelamentos e empr  [...]