13911391

20 janeiro 2014

 

As liquidações são sempre tentadoras. E você, que trabalhou muito durante a semana, logo pensa: ah, preciso compensar o meu cansaço; mereço um presente!

 

Bem, você pode até merecer, mas o fato é que, nesse momento, influenciado pelo sentimento de euforia e a sensação de merecimento, você pode abusar do cartão de crédito e estourar seu orçamento. As emoções podem ser um perigo quando o assunto é consumir.

 

Você sabia que fatores como raiva, estresse, medo e solidão são capazes de afetar as suas escolhas e suas tomadas de decisão, prejudicando sua capacidade de escolher e decidir racionalmente?

 

Segundo diversos estudos, os fatores afetivos podem influenciar para melhor ou pior as suas decisões. Entre vários fatores incluindo o estresse, a falta de sono e o estado de humor são elementos que prejudicam a capacidade de tomar decisões mais complicadas ou difíceis.

 

Por isso, antes de se empolgar para as compras com a justificativa de que “você merece”, pense com clareza e não use o consumo como uma compensação para suas emoções (como raiva ou frustração). E lembre-se:

O crédito é um dinheiro que você usa, mas que terá de pagar por ele.

As prestações vão aumentar as suas despesas do mês.

 

Os juros do cartão de crédito são muito altos e o limite do cheque especial não foi feito para fazer compras sem necessidade.

 

Veja também

shutterstock_289585190
Confira novas condições de pagamento do cartão de crédito
Mudança nas regras do cartão não elimina os riscos de endividamento. Planejamento e disciplina nos gastos s  [...]
como-economizar-dinheiro-crise
É possível poupar dinheiro mesmo na crise?
Com organização financeira e conhecimento, é possível, sim, poupar dinheiro mesmo em tempos de vacas magra  [...]
mbf_banner_noticias_05
10 dicas para ser independente sem dívidas
Sair da casa dos pais é o sonho de muita gente, mas a nova vida exige atenção financeira. Veja como concili  [...]