56185618

19 março 2015

spc-mbf-viagem-cruzeiro-barata

Fazer uma viagem de cruzeiro não é um desejo impossível. Planejando-se financeiramente, você pode, sim, embarcar nesse sonho

Já é sabido que precisamos nos organizar financeiramente para ter uma vida tranquila e bem planejada. Mas, quando conseguimos alcançar esse patamar, chega a hora de também focarmos na realização de um sonho.

Segundo estudo realizado pelo SPC Brasil e pelo Portal Meu Bolso Feliz, um dos principais sonhos de consumo do brasileiro é viajar: o exterior é o principal desejo (15 por cento), seguido pelo turismo nacional (12 por cento). Junto a isso, optar por uma viagem de cruzeiro está cada vez mais em alta e chama a atenção de muitos jovens solteiros, casais e famílias.  “Os cruzeiros agradam a todos os públicos. Já foi o tempo onde só viajavam de navio as pessoas da melhor idade e com poder aquisitivo elevado. Na verdade, existem cruzeiros para todos os gostos e bolsos’, explica Orlando Palhares, gerente de produtos marítimos da CVC.

“Eu sempre tive o sonho de ver os fogos na praia de Copacabana, de dentro de um navio, mas sempre achei que uma viagem de cruzeiro era cara demais. Mas, no início de 2014 resolvi me planejar financeiramente e fui atrás de uma boa opção para toda família. Em resumo, passei a virada dos meus sonhos, junto com todas as pessoas que amo, num navio. Não me endividei e guardo pra sempre essa lembrança na memória. Vale muito a pena”, conta o publicitário de São Paulo, Renato Almeida.

Interessou? O Portal Meu Bolso Feliz elaborou um passo a passo para quem quer apostar em dias de tranquilidade, shows, piscina e muita diversão, a bordo de um navio:

spc-mbf-viagem-cruzeiro-dicas

1 – Entenda como funciona o navio 

As temporadas: os cruzeiros não navegam o ano todo. No Brasil, por exemplo, a temporada começa em novembro e vai até abril. As datas mais procuradas – e mais caras – são as festas de fim de ano (dezembro), mas existem outras opções muito mais em conta que vão, mais ou menos, até a Páscoa. Algumas empresas, no entanto, trazem navios para o Brasil, que rumarão para o norte, fora da temporada. Há opções para os EUA, por exemplo, até julho, começando no final do ano anterior. Optando por uma experiência fora da temporada, a viagem de cruzeiro sai mais barata.

As opções de cruzeiros: atualmente as rotas mais procuradas incluem paradas em destinos da América do Sul e Caribe. Dependendo do destino, você passa mais dias navegando e, claro, paga mais. Por isso, é importante consultar um agente de viagens que vai te orientar a escolher a melhor opção, levando em consideração alguns itens:

1 – preço

2 – tempo que você tem para viajar (os roteiros costumam ser de 3 a 10 dias, sendo os mais comuns aqueles que duram 1 semana)

3 –o programa de entretenimento à bordo, que deve se encaixar no perfil do viajante. Afinal, um “carnavio” (viagem para Salvador no Carnaval) é muito mais animado e lotado de jovens do que o cruzeiro de Páscoa.

Os tipos de cabine: você pode escolher uma suíte interna ou externa, quartos que cabem até quatro pessoas e quartos com ou sem varanda. As internas para quatro pessoas são as mais baratas, oferecem todas as mordomias das outras cabines e, claro, são as primeiras a esgotar. Por isso, o planejamento com antecedência é tão importante.

 

2 – Defina quando pode viajar e planeje o roteiro

O ideal é fechar a viagem com seis ou mais meses de antecedência do embarque e já trabalhar com as tarifas para os navios da próxima temporada, o que ajuda na organização financeira.“E lembre-se que a curtição da viagem começa no planejamento. Quanto antes começar, melhor. Reserve seus dias de folga, pesquise preços de diversos cruzeiros e cheque os roteiros junto com a família”, explica José Vignoli, educador financeiro do Portal Meu Bolso Feliz.

 

3 – Organize-se financeiramente

–  Ao decidir toda a viagem de cruzeiro, lembre-se de escolher uma opção que realmente caiba no seu bolso, afinal, os pacotes de cruzeiros variam de R$600 a R$4.000 por pessoa, em média.
–  Pesquise o preço da temporada que quer viajar, o mês em que a viagem de cruzeiro sai mais barata e, assim, defina quanto precisa poupar por mês. É importante saber a data para conseguir pesquisar e encontrar ofertas e promoções a tempo. Por exemplo, se demorar para agendar a sua viagem, pode ser que as cabines mais baratas já tenham sido completamente ocupadas. Para saber quanto precisa poupar por mês para viajar na temporada que deseja, use nosso Simulador de Sonhos.
–  Com o objetivo traçado, comece a economizar. Na época que precede a viagem de cruzeiro, aperte os cintos ainda mais. “Não esqueça que, além da viagem, você vai ter que guardar um dinheiro para levar no navio”, alerta Vignoli. Apesar do serviço de alimentação estar incluído no pacote, você tem as paradas previstas em cidades diferentes e as bebidas consumidas no navio, que, normalmente, são pagas a parte. Lembre-se também dos custos com o transporte até o navio, que às vezes está embarcado em um porto em outra cidade ou mesmo estado.
–  Decida como vai pagar por sua viagem de cruzeiro. Tente um desconto à vista e, caso ele não exista, o parcelamento pode ser uma boa opção. “Mas quite a dívida antes da viagem. Pagar por férias que já passaram pode gerar uma frustração”, conclui Vignoli.

5 dicas para economizar durante a viagem:

1 – Evite fazer as excursões oferecidas pela própria agência de viagem ou empresa do cruzeiro. Elas são pagas e normalmente mais caras do que os prestadores de serviço locais. A sugestão mais barata, claro, é pesquisar antes os locais onde haverá paradas e fazer, você mesmo, o seu roteiro, descobrindo o lugar do seu jeito.
2 – Normalmente, o serviço all inclusive (todas as refeições incluídas) dos cruzeiros contam com bebidas como chás, água e refrescos. Para incluir bebidas alcóolicas à vontade o preço aumenta consideravelmente. Por isso, para economizar, recomenda-se ou evitar os drinks ou consumir com bastante moderação (aí paga-se por bebida). Verifique se a linha de cruzeiro escolhida permite que você leve algum tipo de bebida. Muitas deixam o passageiro levar até duas garrafas de vinho ou de espumante
3 – Fazer chamadas telefônicas ou usar a internet nos navios é um serviço cobrado e caríssimo. Por isso, programe-se para não fazer uso destes recursos, a não ser em caso de emergência. Até porque, a internet costuma ser bastante lenta!
4 – Para quem quer utilizar algum serviço especial oferecido pelo navio, como um dia de SPA, por exemplo, recomenda-se comprar o pacote antes, ao fechar o cruzeiro. Assim você ganha um desconto.
5 – Por fim, fique longe de tentações como o cassino e as lojinhas dos navios, onde tudo é mais caro. Experimentar e se divertir por alguns minutos no cassino é uma coisa; passar horas gastando dinheiro… pode acabar na perda de toda essa economia feita até agora!

Natália Chagas

Natália Chagas

Jornalista, com especialização em marketing e vasta experiência em revistas e portais de notícia. Foi editora de mídias digitais do grupo GR1 Editora e produziu conteúdo para diversas publicações do Grupo Abril, Editora Globo, Folha de São Paulo, entre outros.

Veja também

mbf_banner_noticias_01
Presentes para namorados a partir de R$7,50
Faça o teste para descobrir a personalidade do seu par e invista na lembrança perfeita Para não correr o ri  [...]
meu-bolso-feliz
Como divertir os filhos nas férias de julho e economizar
Você está trabalhando e as crianças estão em casa com um mês de férias pela frente. Descubra como entret  [...]
mbf_banners_portal_223x86_29
Como ganhar dinheiro usando o WhatsApp
Aprenda a usar o aplicativo WhatsApp para aumentar suas vendas A velocidade de comunicação proporcionada pel  [...]