40804080

24 junho 2014
mbf_banner_noticias_11-nrdz6
As vantagens e desvantagens de cada modelo de compra. Escolha o ideal para você sair no lucro

O que vale mais a pena: fazer uma compra mensal ou ir ao supermercado toda semana? Os economistas não apontam uma única resposta como certeira. Por quê? Tudo depende do perfil, da renda, da organização e das necessidades de cada consumidor. Enfim, são infindáveis os motivos pelos quais ir às compras uma vez a cada 30 dias pode ser vantajoso para você, mas um fiasco para a sua vizinha, que se dá melhor em compras semanais. “O mais importante é saber que uma dona de casa que faz suas compras semanalmente ou mensalmente tem uma ótima oportunidade para estender este seu planejamento para as outras atividades da vida cotidiana ligadas a dinheiro porque o ato de pensar o que é essencial e organizar as compras já é uma atitude de consciência financeira”, explica José Vignoli, educador financeiro do Portal Meu Bolso Feliz.

 

A dona de casa Helena Salgado, por exemplo, compra tudo que precisa de uma única vez no supermercado e estoca na despensa. Ela, que costuma ir a um atacado, garante que consegue sempre ótimos preços. Frutas e legumes prefere adquirir na quitanda perto de casa. Mas a vida de Helena nem sempre foi simples assim. “Logo depois que me casei, tentei ir ao supermercado toda semana. Mas muita comida estragava. Aí, passei a fazer compras mensais. No entanto, depois que tive filhos, precisava ir muitas vezes e acabava levando muita bobagem. Só quando eles cresceram é que consegui voltar para a jornada de compras mensais”, explica ela, que precisou adaptar seu modelo de compra à cada período da vida.

 

E para você fazer o mesmo, listamos as vantagens e desvantagens de ir ao supermercado uma vez por mês ou toda semana, além de dicas para descobrir qual será sua escolha.

 

Dicas práticas para descobrir qual será a melhor escolha no seu caso:

– Anote tudo que consome e a freqüência que sente necessidade de fazer compras.

– Durante 2 meses, observe quais os hábitos, seus e de sua família. Marque quanto tempo dura os alimentos, quais acabam rápido e quais sobram.

– Divida as compras em grupos e faça as mesmas anotações com todos eles: uso pessoal, produtos de limpeza, alimentos (de geladeira e mantimentos).

– Lembre-se que frutas e verduras – compradas na feira ou sacolão – devem ser adquiridas semanalmente porque estragam muito rápido.

Depois de ponderar e definir qual o ritmo familiar, liste vantagens e desvantagens de cada opção e faça sua escolha:

 

Compra Mensal

 

Vantagens:

  • – Oba, desconto!

Já que não tem planos de voltar ao mercado em um prazo inferior a 30 dias, você precisará comprar vários itens repetidos, como sabonete, por exemplo. O melhor, então, é procurar um atacado. Lá, conseguirá diminuir o valor individual do produto ao adquiri-lo em maior quantidade. Assim, a economia no gasto total da compra será certo!

  • – Tempo extra

Sem dúvida sobrará mais tempo para os outros afazeres da vida, pois você conseguiu reduzir a função de empurrar os carrinho entre as prateleiras de quatro vezes para apenas uma por mês.

  • – Melhor planejamento diário

Você já sabe o que tem em casa e pode programar os afazeres domésticos sem se preocupar em checar o que tem – ou não – em casa.

 

Desvantagens:

  • – Poucas ofertas

Com certeza você terá menos acesso às promoções semanais. Pegar uma oferta relâmpago, então, só com muita sorte.

  • – Diminuição do poder de pesquisa

Em geral, quem faz compras mensais vai direto a único supermercado e não se desloca por vários estabelecimentos para comprar o que tem de mais em conta em cada um deles.

 

Compra Semanal:

 

Vantagens:

  • – Comparação de preços

Como visitar o supermercado a cada sete dias, poder ir em locais diferentes para comparar preços. Isso aumenta sua capacidade de avaliação de custo benefício.

 

  • – Promoções para todos os bolsos

Alimentos e ofertas fresquinhas sempre à mão. E as chances de produtos com a data de vencimento próxima de expirar estarem mais baratos são maiores.

 

Desvantagens:

  • – Mais tentação

Quanto mais vezes vai ao supermercado, maiores são os riscos de cair em tentação e comprar guloseimas e artigos supérfluos.

  • – Menos desconto

Embora consiga se dar bem nas promoções da semana, perde a chance de economizar no valor unitário de um produto ao levar várias unidades de um mesmo item.

 

Pequenas dicas, grandes economias

1-      Nunca atravesse a porta de um supermercado de barriga vazia. Com fome, tudo parece mais apetitoso e fica bem difícil resistir às guloseimas.

 

2-      Antes de sair de casa, faça uma lista do que você realmente precisa e não compre nada que não esteja anotado nela. Isso se chama planejamento e foco.

 

3-      Tente comprar os itens que necessita pela ordem que eles se distribuem pelos corredores. Sem circular de um lado para o outro o tempo todo, seu tempo de permanência no mercado será menor e ainda fugirá das tentações.

 

4-      Produtos de limpeza, congelados, itens de mercearia e não perecíveis podem ser comprados por mês. Já frutas, laticínios e legumes devem ser adquiridos toda semana.

 

5-      Frutas da estação são mais baratas. Aproveite para prestigiá-las.

 

6-      Perto da sua casa tem mais de um supermercado? Ótimo! Pesquise os melhores preços em cada um deles.

 

7-      Leia as instruções dos produtos de limpeza e a quantidade recomendada para cada tipo de ação. Há muito desperdício pela utilização incorreta destes produtos.

 

8-      Não insista naqueles produtos que sempre acabam sobrando na geladeira. Será que este não estão sendo comprados apenas por costume?

 

9-      Recolha folhetos de supermercados que podem ajudar na comparação de preços.

 

10-   Produtos com marca própria do supermercado (os sem marca) geralmente são mais baratos, fique de olho.

 

Saiba mais:

Economize na compra de produtos no mercado

Consumo consciente faz bem ao bolso. Comece a praticar já!

Alimentação saudável que cabe no seu bolso

Natália Chagas

Natália Chagas

Jornalista, com especialização em marketing e vasta experiência em revistas e portais de notícia. Foi editora de mídias digitais do grupo GR1 Editora e produziu conteúdo para diversas publicações do Grupo Abril, Editora Globo, Folha de São Paulo, entre outros.

Veja também

vale-a-pena-franquia-negocio-dicas
Quer ter sua própria franquia? Veja se vale a pena
Como saber se você se identifica com o segmento de franquia e que cuidados tomar para se dar bem na escolha d  [...]
mbf_banner_noticias_08-dnjui
9 dicas pra você não sabotar a própria conta bancária
Pratique o autocontrole financeiro e proteja seu dinheiro Não importa a sua situação bancária, aquele sapa  [...]
como-economizar-dinheiro-crise
É possível poupar dinheiro mesmo na crise?
Com organização financeira e conhecimento, é possível, sim, poupar dinheiro mesmo em tempos de vacas magra  [...]