38453845

23 maio 2014
mbf_banner_noticias_17
Acredite, você pode viajar sem se endividar. É só escolher o destino!
Os melhores conselhos financeiros para quem quer programar a viagem dos sonhos, mas acha que não consegue se planejar

Não são poucas às vezes em que nos imaginamos em lugares paradisíacos de filmes e novelas. Porém, no momento seguinte, tomamos um chá de realidade financeira e desistimos de nos enxergar em meio àquelas paisagens. Afinal, o plano de uma viagem incrível está fora da nossa realidade. Será? Da próxima vez que sonhar com um lugar, corra para um agência de turismo. Você descobrirá que existem planos, pacotes, formas de pagamentos e destinos para todos os bolsos.

ANO NOVO NO NORDESTE

A tradição começou em 2009. Alguns amigos resolveram passar a virada do ano em um lugar diferente e escolheram Barra Grande, em Salvador. “Depois dessa primeira vez, todo ano queriam repetir a dose, cada ano em uma praia diferente do Nordeste, e eu nunca acompanhava o pessoal porque não tinha grana para bancar alta temporada na região mais procurada do Brasil”, conta Fernanda Fraia. Mas, em 2013, ela resolveu se programar. Fez a turma passar o valor médio das despesas dos últimos três anos, calculou quanto teria que poupar e, já em fevereiro de 2013, começou a guardar 15% do salário, mensalmente. “Deixei de jantar fora diversas vezes e até passei a cozinhar mais em casa e chamar o pessoal. Comprei menos roupas e aproveitei muito mais as promoções de shoppings e supermercados. Além disso, virei uma ótima manicure e passei a fazer as unhas em casa, uma baita economia”, conta Fernanda. Valeu a pena. A virada foi em Maceió e, segundo ela, a melhor da vida.

LUA DE MEL NA ITÁLIA

A comemoração de dez anos de casamento de Bruno Oliveira e Marina Oliveira foi na Itália. “Acalentei o sonho de ir para lá desde que subimos ao altar. Na época, não tínhamos dinheiro para fazer uma lua de mel”, conta Marina. Mas quando completaram oito anos de união, ela intimou o marido a festejar uma década juntos em Veneza, além de visitarem Roma, Firenze, Milão… Durante dois anos, cada um economizou 20% do salário, passaram a jantar fora apenas uma vez por mês e não se presentearam em datas comemorativas como Natal e aniversários. “Sinceramente, não foi nada sofrido. Pois queríamos viajar por um mês com tudo pago e levar uma boa quantia para gastar lá em bons restaurantes, hotéis e passeio”, afirma Bruno. E eles conseguiram!

AO SE PROGRAMAR, LEMBRE-SE: não importa o tamanho e valor da viagem, o que vale é saber se planejar

A hora ideal para começar a se programar

Comece a planejar a viagem com, pelo menos, seis meses de antecedência. Algumas operadoras começam a vender pacotes 18 meses antes do embarque. “Assim, quando chegar a data da viagem, as parcelas já estão quitadas e o adiantamento das férias, por exemplo, pode ser utilizado para agendamento de passeios, gastos com alimentação e compras no destino turístico”, sugere Luciana Bianchi Fioroni,   gerente regional da CVC.

Vale a pena pagar à vista?

Sempre. Além da tranquilidade, quem paga à vista pode conseguir descontos no preço do pacote ou, por exemplo, na forma de um passeio extra. “A melhor opção é consultar vários agentes de viagem antes de fechar o melhor negócio”, aconselha José Vignoli, educador financeiro do Portal Meu Bolso Feliz.

Pode parcelar, mas fuja dos juros

Caso vá parcelar sua viagem, o melhor a fazer é começar a pagar as prestações antes do embarque e ficar  livre de dívidas antes de aproveitar a viagem. “Pagar em prestações é uma opção muito procurada, mas o viajante deve estar atento com a incidência de juros”, orienta Juliana Borges Rodrigues, diretora da agência de viagens Meu Mundo Viagens. Uma boa alternativa para saber se vai fazer um bom negócio é comparar os juros oferecidos pela operadora com empréstimos pessoais e consignados. “Os sites de alguns bancos oferecem simuladores de empréstimos. Coloque o valor da viagem, o número de prestações e compare com o que foi oferecido pela operadora”, aconselha Vignoli.

Seja um nativo

Procure lugares onde as pessoas que moram no local frequentam, onde o turismo não chega. Sempre é mais barato e pode ser muito interessante.

Viaje em grupo

Passagens aéreas acima de 10 pessoas já são consideradas como grupo. A vantagem? Grupo é tratado de maneira diferente pela companhia, pois a tarifa sempre é mais barata e negociável. Apartamentos triplo ou quádruplos também são sempre mais baratos;

9 passos para uma Viagem mais barata

1 – Aproveite a baixa temporada, pois os preços são mais baratos.

2 – Compre a passagem aérea com antecedência e/ou conexões. Dessa forma, sua economia pode girar em torno de 20%.

3 – Prefira hotéis de categoria econômica e mais afastados dos grandes centros. Se você vai viajar com amigos ou quer conhecer gente, ficar em albergues vale muito a pena.

4 – Negocie formas de parcelamento com a agência para não pesar no bolso. Afinal, a viagem não pode atrapalhar sua rotina e planejamento financeiro.

5 – Pesquise, pois às vezes é mais barato alugar um carro do que pagar transfers privativos.

6 – “Opte por pacotes que ofereçam passeios inclusos, seguro viagem, assistência de guia e que inclua meia-pensão ou pensão completa de alimentação, o que evita gastos extras no local”, aconselha Luciana;

7 – Não use o 3G, prefira sempre o WIFI do local.

8 – Escolha restaurantes menos estrelados, mas de qualidade.  Alguns sites como o TripAdvisor oferecem ótimas dicas.

Veja também

Nome Limpo
10 dicas para manter o nome limpo
Para 82% dos brasileiros, ‘ter o nome limpo’ é importante, mas 64% já pagaram alguma conta atrasada Um l  [...]
liquidacao-mbf
Cuidado com as liquidações de começo de ano!
Quando o ano termina, os descontos espalhados por todas as lojas parecem irresistíveis. Mas será que vale a   [...]
mbf-spc-planeje-financas-despesas-fim-de-ano
Aproveite as festas de fim de ano sem se endividar em 2016
Organize-se financeiramente para aproveitar as festas e ainda entrar em 2016 livre de dívidas e com fôlego p  [...]