51195119

18 novembro 2014

mbf_banner_noticias_08-kr3m0

As atitudes e investimentos que você precisa ter e fazer para realizar seus planos de curto, médio e longo prazo

Definitivamente, não existe sonho sem preço. Por outro lado, com um bom planejamento e disciplina, o valor necessário para atingir o seu objetivo pode não pesar tanto no bolso. Tudo depende da sua disposição e disciplina para investir de forma correta.
 
O primeiro passo neste caminho é definir se o seu sonho é realizável em curto, médio ou longo prazo. Depois, deve-se escolher a melhor estratégia para alcançá-lo e, claro, segui-la! Com as orientações do educador financeiro do Portal Meu Bolso Feliz, José Vignoli, realizar seus objetivos, acredite, parecerá mais simples do que você imaginava. Vamos nessa?

 

Curto prazo

Tempo: até 1 ano
Exemplos de objetivos: terminar os estudos, comprar uma geladeira, fazer uma viagem, decorar o quarto do bebê, dar uma grande festa, etc.
 
O que fazer: Como o tempo de economia é curto, colocar seu investimento na poupança é a melhor saída. Principalmente por dois motivos: primeiro, você poderá sacar o dinheiro quando quiser. Segundo, nessa aplicação não existem cobranças de taxas administrativas ou de imposto de renda. “Mas vale ficar atento, pois à medida em que você colocar mais dinheiro na poupança, o valor total vai aumentar. Dependendo do montante, talvez, valha mudá-lo de aplicação”, ensina Vignoli. Nosso Simulador de Investimentos pode te ajudar a fazer a melhor escolha.
 
Dica: Fuja das compras a prazo. Muita gente prefere essa medida para realizar o sonho mais rapidamente. No entanto, o que você provavelmente pagará de juros duplicará o valor do seu objetivo. Além disso, o pagamento a vista após alguns meses de economia pode render bons descontos.
 
Eu consegui!
Desde que comprou seu apartamento, há 10 anos, a arquiteta Letícia Leme sonhava em reformar o banheiro do seu quarto. “Nunca sobrava dinheiro. Até que, em dezembro de 2009, decidi que do próximo ano não passava”, conta ela, que no mesmo mês abriu uma poupança e passou a depositar 15% de seu salário, mensalmente. “O gerente do banco fez de uma maneira que, quando meu salário caía na conta, parte já ia para o investimento”, explica. Enquanto juntava a quantia necessária, pesquisou preço de serviços e materiais. Ao final de 10 meses já tinha o valor total para a reforma. “Hoje, toda vez que estabeleço um sonho, utilizo esse método para alcança-lo”, finaliza.
 

Médio prazo

Tempo: até 5 anos
Exemplos de objetivos: estudar fora do país, pagar uma pós-graduação, comprar um carro, casar, planejamento de filhos, etc.
 
O que fazer: Dependendo do valor que você tem, ele deve ser, inicialmente, colocado em uma poupança ou no Tesouro Direto . “A partir do momento que a conta engordar, procure um outro investimento, como o CDB com taxas acima da poupança”, aconselha Vignoli. No caso do carro, uma possibilidade é o consórcio, em que várias pessoas, mensalmente, dividem entre si o valor de dois veículos. Um é sorteado entre os consorciados e o outro vai para quem der o maior lance em dinheiro durante a reunião mensal do grupo.
 
Dica: Informe-se sobre os impostos, taxa de administração e rentabilidade das aplicações escolhidas. No entanto, não se deixe levar pelos rendimentos anteriores, pois eles podem não se repetir no futuro. Por isso, pesquise e entenda bem onde está investindo o seu dinheiro.
 
Eu consegui!
Estudar nos EUA sempre foi o sonho de Ludmila Vasconcellos. “No ensino médio via meus amigos fazendo intercâmbio e queria viajar também, mas meus pais não tinham condições de bancar nadado tipo”, lembra. No último ano da faculdade de odontologia decidiu que faria uma pós graduação no exterior. Pesquisando valores, concluiu que pagar tudo de uma vez, além de mais barato, a deixaria confortável para viajar sem despesas. Após formada, passou a atender em três consultórios e calculou em 2 anos o tempo necessário para juntar todo o dinheiro. No primeiro ano, investiu na poupança. Depois, transferiu para o CDB. “No final, consegui bancar meu sonho e ainda guardei uma graninha, para na volta poder recomeçar”, finaliza Ludmila.

 

Longo prazo

Tempo: acima de 5 anos
Exemplo de objetivo: comprar uma casa, abrir um negócio próprio, fazer uma grande viagem ao exterior com toda a família, etc.
 
O que fazer: no caso da casa, dificilmente alguém conseguirá juntar todo o dinheiro e pagar pelo imóvel à vista. O mais comum é economizar o suficiente para dar uma entrada e, depois, assumir um financiamento. Neste caso, aplicar nas Letras de Crédito Imobiliário é um bom negócio. De qualquer forma, assim como nos planos de médio prazo, em princípio, você pode colocar o dinheiro em uma poupança. Depois, transferi-lo para CDB ou comprar título do Tesouro Direto.
 
Dica: após dar a entrada no imóvel, o dinheiro que antes era reservado para essa função deve se transformar na renda utilizada para pagar as prestações do financiamento. Vale lembrar também que um sonho a longo prazo pode não ser algo tão grande quanto adquirir um imóvel, mas, considerando seus ganhos, talvez seja algo que precisará de mais tempo para conseguir.
 
Eu consegui!
“Meu plano era comprar uma casa à vista. No entanto, com os valores subindo sem parar, o jeito foi juntar grana para dar a entrada e financiar o restante”, conta Sônia Lourenço. Foram necessários nove anos para que ela e o marido tivessem em mãos o dinheiro da entrada da casa. Durante os dois primeiros anos, cometeram o erro de deixar o valor que guardavam na própria conta. Além de não render, eles acabavam gastando parte da economia. Orientados pelo gerente do banco, começaram a aplicar a quantia e fizeram um mix de aplicações: poupança, CDB e Tesouro Direto. Hoje, o dinheiro reservado para a entrada se tornou a verba destinada para as parcelas do financiamento. “Sem ter que pagar o aluguel, até sobra um dinheirinho”, diz Sônia.

 

4 atitudes fundamentais para realizar seus sonhos:

“Qualquer pessoa que tenha um sonho, seja ele qual for, precisa eleger prioridades, ter direcionamento, planejar-se, manter o foco e ser persistente. Esses elementos fazem com que o sonho seja mais possível de ser realizado”, determina o educador financeiro do Portal Meu Bolso Feliz, José Vignoli.
 

1 – Prioridades

Eleja um sonho que faça sentido com o momento da vida em que você estiver ou com seus planos para o futuro. Dessa forma, ficará mais fácil conseguir a disciplina para poupar. Por exemplo, se ainda mora com os pais e deseja muito fazer uma pós-graduação, priorize este sonho sobre, talvez, comprar uma casa própria – objetivo que pode vir logo após a conclusão do curso.
 

2 – Planejamento

Depois de determinar qual seu objetivo, pesquise o valor dele e calcule o quanto você consegue guardar por mês para a realização desse sonho. Aí, veja em quanto tempo você conseguirá poupar para realizá-lo. Nosso Simulador de Sonhos te ajuda nessa tarefa!
 

3 – Foco

Mantenha-se firme em seu objetivo para não cair em tentações que o tirem da linha. Respeite o objetivo que você tem para não se tornar uma vítima do consumo imediatista.
 

4 – Persistência

O resultado não aparecerá do dia para a noite, principalmente se a sua meta for a longo prazo. Lembre-se que realizará o seu sonho apenas após algum tempo economizando. “Não desista no meio do caminho. Não é fácil, mas compensa”, encoraja Vignoli.

 

Paula Aftimus

Paula Aftimus

Jornalista com especialização na State University of New York, editora de publicações e portais do Grupo Abril e especialista em mídias digitais. Passagem acadêmica pelas áreas de Serviço Social e Educação e MBA em Gerenciamento de Projetos pela FGV

Veja também

mbf_banner_noticias_16
11 dicas para descobrir se você compra por impulso
Uma pesquisa encomendada pelo Meu Bolso Feliz mostra que seis em 10 consumidores já se arrependeram por ter   [...]
mbf_banners_portal_223x86_31
Vantagens e desvantagens dos programas de fidelidade
  Entenda como funcionam os programas de fidelidade e veja como tirar proveito deles! Pontos, milhas, um   [...]
mbf_banner_noticias_06-1
Você é um comprador impulsivo?
Suas compras são feitas de maneira consciente? Compra mais do que deve quando está triste ou muito feliz? Fa  [...]