46414641

02 setembro 2014

mbf_banner_noticias_19-gr24q

Mesmo mais velho ou com dívidas você pode começar a investir em um futuro mais seguro

Você sempre viveu o presente, comprou o que teve vontade, parcelou tudo e, consequentemente, acumulou dívidas e nunca poupou dinheiro. Mas, aos 40 anos, parou para pensar no futuro e se deu conta de que não garantiu uma aposentadoria segura. Se você se identificou com essa história, saiba que não é o único. Segundo pesquisa realizada pelo SPC Brasil e Meu Bolso Feliz, 3 em 10 brasileiros estão nessa situação: não possui qualquer tipo de  reserva financeira destinada à aposentadoria.

Mas, em qualquer caso, esse cenário ainda pode mudar. Com organização, força de vontade e foco, pensar no futuro pode passar a fazer parte da rotina dos  jovens, adultos e até dos endividados.

 

PARA OS JOVENS, A SALVAÇÃO ESTÁ NO HÁBITO POSITIVO

Quem aprende a guardar dinheiro desde cedo, além de realizar os planos e sonhos, automaticamente transforma parte das economias em reserva para a aposentadoria. Uma pessoa mais nova guarda dinheiro para comprar uma casa ou um carro.  “À medida em que ela tornar esses desejos uma realidade, a economia antes destinada a realizar esses planos será direcionada, naturalmente, à reserva para uma aposentadoria tranquila”, avalia Vignoli.

– Poupar não tem segredo. “Transforme em hábito a necessidade de poupar todos os meses”, explica Vignoli. Ou seja, assim que recebeu o seu salário, direcione parte dele para poupança ou algum outro tipo de investimento.

– Se não sabe por onde começar, que tal se organizar e guardar pelo menos 10% do que ganha mensalmente? Outra ótima opção para iniciar é aplicar parte do décimo terceiro e férias. Esse dinheiro extra é que dará força ao crescimento de suas reservas e ânimo extra para você poupar ainda mais.

 

A SOLUÇÃO PARA ADULTOS E A TERCEIRA IDADE

Antes de mais nada, descubra se está tudo certo na previdência oficial. Para isso, basta entrar no site da previdência social  e agendar um atendimento para saber se sua documentação está em ordem. “Se você descobrir que existe algo errado às vésperas de se aposentar, poderá ter dor de cabeça e ver sua aposentadoria ficar mais longe”, explica Vignoli. E lembre-se: mesmo que não tenha emprego fixo, mas costuma realizar trabalhos temporários ligados a alguma empresa, não deixe de recolher o INSS. Com a previdência oficial garantida:

– Avalie sua situação atual. “Será que em 15 anos conseguirei manter o mesmo padrão de vida de hoje?”. Responda a essa pergunta para avaliar seus gastos no presente. “A revisão dos seus hábitos hoje determinarão a sua qualidade de vida ao se aposentar”, avisa Vignoli.

– Avalie qual a melhor forma de investir seu dinheiro – ou seja, faça suas reservas renderem mais e defina quanto pode investir por mês. “Aos poucos você pode aumentar suas reservas, principalmente se não tiver dívidas”, diz Vignoli.  A previdência privada , por exemplo, é uma boa alternativa, mas fique atento, pois existem vários tipos de planos.

– Avalie outras opções de investimento, afinal, seu dinheiro é valioso. “As pessoas podem, por exemplo, investir suas reservas em Letras de Crédito, CDB, poupança etc”, ensina Vignoli. No Simulador de Investimentos você pode descobrir outras  maneiras de aplicar seu dinheiro.

 

ESTOU INADIMPLENTE E, POR ISSO, NÃO POSSO POUPAR

Segundo pesquisa realizada pelo SPC Brasil, apenas 28% dos inadimplentes guarda dinheiro pensando no futuro, e este índice aumenta para aqueles que estão com as contas em dia para 66%. Esses dados mostram que a importância de analisar a diferença entre prioridades e consumo supérfluo  no dia a dia.

– “O primeiro passo é identificar quanto tempo será necessário para saldar a dívida e quanto isso comprometerá do orçamento mensal”, explica Vignoli.

–  Tente equilibrar a renda – levando em consideração as parcelas da dívida – e comece a guardar um pouco de dinheiro para aposentadoria. “Não se preocupe se neste momento o valor poupado for baixo. O mais importante é criar o hábito de poupar e começar a se preocupar com isso”, diz o educador.

– Com a dívida quitada e a vida em ordem, o dinheiro que era destinado às parcelas, pode passar a ser aplicado na poupança e/ou previdência.

 

RESOLVEU SE ORGANIZAR E PENSAR NO FUTURO? NÃO ESQUEÇA

O mais importante na hora de poupar é ser disciplinado, independentemente da faixa etária e condição financeira. “Para garantir uma aposentadoria tranquila, é importante começar uma reserva o quanto antes e, aplicar o dinheiro todo mês. Essa é a regra básica para se obter sucesso”, explica Vignoli.

Você está se preparando direito para garantir uma aposentadoria tranquila? Faça o teste e descubra 

 

Natália Chagas

Natália Chagas

Jornalista, com especialização em marketing e vasta experiência em revistas e portais de notícia. Foi editora de mídias digitais do grupo GR1 Editora e produziu conteúdo para diversas publicações do Grupo Abril, Editora Globo, Folha de São Paulo, entre outros.

Veja também

mbf_banner_noticias_08-md3er
10 atitudes para evitar o endividamento
Mudando alguns hábitos financeiros e se organizando economicamente, é possível quitar dívidas e sair da in  [...]
mbf_banners_portal_223x86_11
6 passos para organizar as finanças após as férias
Entenda quais os principais gastos pós-férias e veja como organizar o orçamento para não se endividar Um n  [...]
viagem-mbf
O que considerar antes de decidir morar fora do Brasil
Há prós e contras ao começar uma nova vida em outro país, por isso é preciso pensar bem antes de tomar um  [...]