54355435

12 fevereiro 2015
spc-compras-online
Tudo que você precisa saber para fazer compras online de maneira segura e satisfatória

As aquisições através de um clique estão cada vez mais na moda. No Brasil, o comércio virtual já se tornou uma forma segura e confiável de transação. Segundo pesquisa nacional realizada pelo SPC Brasil e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), nove em cada 10 consumidores virtuais (93 por cento) estão satisfeitos com as compras online e quase ninguém tem medo de ser enganado – apenas 6 por centro responderam que sim. Ainda segundo o levantamento, esse sucesso tem explicação: todo mundo já sabe navegar e conhece as melhores maneiras de escolher um produto online e, mais do que isso, já sabe o que comprar na internet: eletrônicos, livros e calçados foram os campeões de venda em 2014.

Outro ponto a favor das compras online é não precisar sair de casa e, muitas vezes, contar com preços mais baratos do que nas lojas físicas. “Mas vale seguir a regra básica de pesquisar valores e a procedência da loja”, diz José Vignoli, educador financeiro do Portal Meu Bolso Feliz. Nas compras virtuais, vale a pena ser muito criterioso. “É importante ficar atento aos detalhes e suspeitar de ofertas muito tentadoras”, completa Vignoli. Por isso, o Portal Meu Bolso Feliz listou dicas práticas para você continuar se dando bem com as compras online.

PARA FAZER BOAS COMPRAS ONLINE

“Eu faço compras online há 2 anos. Nas vezes que me dei mal foi porque comprei por impulso. Hoje escolho a internet pela facilidade, praticidade, preço e por causa da infinidade de opções que encontro na web. Já comprei eletrônicos, mas minhas aquisições preferidas são livros e camisetas”, conta o arquiteto Eduardo Mascarenhas. Ele lista as dicas essenciais para não se dar mal ao fazer compras online:

– A pesquisa continua sendo fundamental. Quando eu compro na internet já sei – porque pesquisei antes – quanto custaria o mesmo produto em uma loja física e se a qualidade do item é realmente boa”, diz Eduardo.
Tente comprar sempre nos mesmos sites e, se for mudar de local, pesquise a procedência do mesmo em sites como Reclame Aqui e Procon. Para isso, consulte a lista de sites não confiáveis da instituição.
– Se a loja virtual tiver redes sociais, dê uma olhada nos comentários nas fotos e posts. As pessoas costumam dizer se gostaram do produto, se demorou pra chegar e se a qualidade é boa. O povo não perdoa um serviço ruim – tire vantagem disso.
– Fique atento ao prazo de entrega, principalmente se você precisa do produto com urgência.
– Se for investir em roupas, opte por sites que ofereçam a medida das peças ou busque por locais nos quais seus amigos já compraram.

COMO COMPRAR COM SEGURANÇA

A plataforma escolhida para fazer suas compras online conta muito na hora de fazer uma transação segura. Afinal, utilizar um computador desconhecido, por exemplo, pode ser um risco quando você informa seus dados. “Os hackers se empenham em criar sites falsos que tentam pescar informações, tudo para a apropriação de senhas e dados bancários. Por isso a importância de se comprar somente em empresas conhecidas”, explica Rafael Carrenho, presidente da Ageri, consultoria especializada em Infraestrutura e Segurança Virtual de Dados. O especialista alerta ainda para desconfiar de “promoções-relâmpagos que atraem os mais curiosos e desprevenidos” e lista dicas úteis para fazer compras online com segurança:

– Faça compras online apenas em computador ou celular próprio.
– Prefira sites no qual a senha é digitada em teclado virtual. Isso dá mais segurança pois o sistema sempre “embaralha” os números.
– Mantenha o sistema operacional do computador ou do smartphone sempre atualizado, assim como seu antivírus.
– Ative no banco o serviço que o informa via SMS sobre toda transação financeira efetuada, para identificar com mais agilidade possíveis clonagens.
– Antes de clicar em links promocionais passe o mouse sobre o link e olhe no canto inferior esquerdo da tela. Se o endereço apontar a extensão f .exe, .dll não clique no link de maneira alguma.
– Sempre suspeite de promoções que chegam via e-mail. A não ser que o e-mail venha de alguma loja conhecida, na qual você compra com frequência e possui cadastro.
– Sempre faça a limpeza de cookies e históricos, pois alguns sites armazenam os seus dados nestes diretórios.
– Quando o e-commerce te pede uma senha, escolha aquelas com pelo menos 6 caracteres, números, letras e símbolos como @ ou !. Assim, você diminui as chances de criminosos terem acesso às informações do seu cartão de crédito.
– Faça compras online, de preferência, em uma rede segura ou privada. É muito mais fácil para um hacker furtar seus dados em redes de Wi-Fi públicas.
– Veja se a página conta com um pequeno ícone de cadeado na barra de endereços do seu navegador (um símbolo para o SSL – Secure Sockets Layer). Isso quer dizer que o site é mais seguro.
– Sempre armazene o histórico bancário (extrato) e faturas do cartão. Caso descubra alguma conta não realizada por você, pare de usar o computador em que fez a transação e faça uma varredura de vírus ou consulte uma empresa especializada.

CUIDADO COM O IMPULSO DE COMPRA

A facilidade de fazer compras online pode ser um risco para quem não tem controle.  “Sair comprando só porque achou uma peça mais barata, por exemplo, acaba fazendo com que você gaste ainda mais”, explica Vignoli. Além disso, é importante resistir aos estímulos de compra e múltiplas ofertas de produtos que surgem no seu computador, a partir do momento que você se interessou por um produto. Em geral, sites de venda usam toda tecnologia existente para te convencer a comprar seu produto. Por isso, na hora de fazer uma compra online, fique atento:

– Faça uma lista de compras e siga ela à risca, evite olhar coisas que não precisa.
– Pense se você realmente precisa do produto ou se está comprando apenas porque gostou da peça, a oferta está boa ou já é a terceira vez que “aquele banner irresistível” apareceu na sua tela.
– A compra feita com apenas um clique, principalmente quando seus dados já estão cadastrados no sistema e você não precisa preencher mais nada, fica muito mais fácil de ser feita sem avaliação prévia. Por isso, evite comprar pelo celular, uma plataforma que te dá menos chance de pesquisar e mais chances de comprar sem pensar.
– Ao efetuar a compra online, tente pagar com boleto bancário, paypal ou cartão de débito. “Grande parte dos sites oferecem descontos no pagamento com boleto bancário. Além disso, ele pode ser uma boa alternativa para quem não possui um bom limite para compras com o cartão e crédito”, explica Marcela Kawauti, economista-chefe do SPC Brasil.

SAIBA LIDAR COM “FURADAS”

“Atualmente, cada vez mais as pessoas compram pela internet. No entanto, o número de reclamações dos consumidores ainda é alto”, explica Rodrigo Costa, advogado especialista em compras online. Por isso, é importante ter em mente que toda compra pela internet deve respeitar o Código de Defesa do Consumidor e o Decreto nº 7.962/13. Isso significa que qualquer problema relacionado à compra online, o site que vendeu a mercadoria é responsável pela reparação dos danos causados ao cliente. Por isso:

– Se o produto não foi entregue e o fornecedor não retorna o contato, tente o estorno ou devolução do valor pago com a empresa do cartão de crédito ou intermediária do pagamento.
– Registre a queixa no Procon de sua cidade sobre a loja virtual.
– Registre um boletim ocorrência, principalmente nos casos em que o dinheiro pago não foi devolvido e o fornecedor desapareceu.

 

Natália Chagas

Natália Chagas

Jornalista, com especialização em marketing e vasta experiência em revistas e portais de notícia. Foi editora de mídias digitais do grupo GR1 Editora e produziu conteúdo para diversas publicações do Grupo Abril, Editora Globo, Folha de São Paulo, entre outros.

Veja também

mbf_banner_noticias_15
Carro é primeira opção para quem busca financiamento
Automóvel  ainda é a paixão nacional  do  consumidor  brasileiro. Especialistas dão dicas para escolhe  [...]
vida-desregrada-mbf
Os riscos de uma vida financeira desregrada
A regra é simples: organizar as contas para ter uma vida mais saudável. Mas o que acontece se não fizermos   [...]
imposto-renda-mbf
O que você precisa saber sobre o Imposto de Renda
A declaração sobre sua renda e patrimônio começa em breve. Então é hora de entender o assunto e, até, g  [...]