85048504

16 novembro 2016
salario-13-dicas
Aquele dinheiro extra que costuma chegar no fim do ano é sempre muito bem-vindo. Mas, afinal, como gastá-lo da melhor maneira?

Há um ano a vendedora Márcia Toledo conta os dias para receber seu 13 º. Com uma dívida de R$1.200 no cheque especial, o salário a mais amenizará suas preocupações financeiras. Já para Solange Silva, a história é outra: com as contas em dia, a bancária aproveitará o dinheiro extra para fazer as compras de Natal, investindo o que sobra. Mas, afinal, qual a melhor maneira de gastar esse dinheiro que entra no fim do ano?

A resposta, embora dependa da situação financeira de cada um, sempre deve envolver uma reflexão: eu quero que este dinheiro entre e logo saia da minha conta ou quero que ele melhore minhas finanças? “O recebimento do 13º é uma oportunidade não só de arrumar as contas, mas também de aumentar ou iniciar uma reserva, seja para realização de sonhos, seja para pavimentar o futuro”, explica José Vignoli, educador financeiro do Portal Meu Bolso Feliz. Isso significa que, se você possui dívidas, deve usar o valor para quitá-las. Mas, se não as tem, deve considerar investir o montante, transformando-o em mais dinheiro a longo prazo. Pense que este dinheiro guardado e investido pode ser usado também para as contas de início de ano!

Segundo pesquisa do SPC Brasil, no entanto, economizar o 13º não está nos planos da maioria dos brasileiros. O levantamento mostrou que somente 27% não usarão o dinheiro para compras de Natal, sendo que a maioria (53%) deve gastar parte ou todo o salário extra em presentes. “Antes de sair gastando, o trabalhador deve considerar que esse salário a mais pode ser muito útil em diversas situações ao longo do ano e que é possível celebrar o Natal sem gastar muito”, diz Vignoli. Assim, será que destinar o seu 13º completamente às compras de Natal é o jeito mais inteligente de usar essa grana? Abaixo, listamos o que considerar antes de sair gastando esse dinheiro, para que assim consiga tomar as melhores decisões.

Avalie sua situação

A primeira coisa que você deve fazer é olhar sua situação financeira. Se tiver dívidas pendentes, quite-as. Se não conseguir se ver livre de todas de uma vez, pelo menos você terá diminuído seu problema. Se esse for seu caso:

1 – Quite as dívidas que têm juros mais altos;

2 – Negocie a dívida com seu gerente ou com o credor. Dinheiro na mão sempre ajuda nessa hora!

3 – Renegocie parcelas. Se não for mesmo quitar o valor total, veja o que pode fazer para diminuir o valor das parcelas e fazer com que elas caibam mais tranquilamente no seu mês.

Liste as despesas de início de ano

IPTU, IPVA, matrícula da escola, entre outras, são despesas que normalmente esquecemos e que, quando surgem, nos pegam de surpresa. Então, reserve parte do seu 13 º para esses gastos.

Lembre-se, é fim de ano!

Isso é sinônimo de compras de Natal, Amigos Secretos, almoços e festas de Confraternização. Caso não tenha dívidas, vale reservar parte do dinheiro para tudo isso. “Mas lembre-se de ter prudência ao gastar seu dinheiro com presentes e eventos. Uma boa ideia é separar apenas uma porcentagem desse salário para isso e respeitar esse limite”, aconselha Vignoli.

Prazer, reserva financeira

Você sabia que todo mundo deveria ter uma reserva de emergência? “Essa reserva serve para imprevistos”, alerta Vignoli. Se você ainda não tem a sua, que tal começar a guardar?

Hora de poupar

Você acaba de descobrir o melhor momento para começar a poupar: fim de ano, com ajuda do 13 º . Então, se você não tem dívidas, já conseguiu reservar o dinheiro para emergências e conseguiu guardar um valor para os gastos de fim de ano – entre festas, presentes e despesas – que tal poupar? Para isso, você pode apenas aplicar o valor na poupança ou investir em outros tipos de aplicação. Dessa maneira, garantimos que você vai entrar 2017 com o pé direito!

Saiba mais:

6 dicas para usar seu 13º salário da melhor maneira

7 maneiras inteligentes de aproveitar o 13º salário

 

Paula Aftimus

Paula Aftimus

Jornalista com especialização na State University of New York, editora de publicações e portais do Grupo Abril e especialista em mídias digitais. Passagem acadêmica pelas áreas de Serviço Social e Educação e MBA em Gerenciamento de Projetos pela FGV

Veja também

comprar-carro-dicas
O que saber antes de comprar um carro
Saiba o que considerar antes de investir em um carro, os cuidados ao financiar e como ficar longe de furadas   [...]
mbf_banner_noticias_05-k0ml7
O Minha Casa Minha Vida dá para você?
Veja as vantagens e desvantagens do programa habitacional do governo e dê o primeiro passo para realizar o so  [...]
compra
Táticas para driblar a tentação da compra
Descubra que ser feliz pode ir muito além do que você adquire e saiba como e quando comprar de maneira consc  [...]