68116811

15 dezembro 2015
dicas-ano-novo-barato
Veja dicas para celebrar o Réveillon em sua própria cidade, sem gastar muito, e conheça destinos mais baratos para passar o Ano Novo

O que acontece quando juntamos inflação alta e dólar a R$3,70 à época de fim de ano, quando todos estão querendo viajar e celebrar? Preços lá em cima, claro! “Definitivamente este é um momento para economizar. Se o ano todo não permitiu aos brasileiros extrapolar em termos financeiros, esta passagem para 2016 certamente não deve ser motivo para se empolgar e gastar mais do que a renda familiar permite”, diz José Vignoli, educador financeiro do Portal Meu Bolso Feliz.

Isso não significa deixar de celebrar o Réveillon e se divertir no fim do ano. Quer dizer, apenas, que é prudente procurar soluções alternativas e mais baratas para entrar em 2016 não apenas com o pé direito, mas também com a conta bancária no azul. Para ajudar nesta procura, damos dicas para celebrar o Réveillon na sua própria cidade, buscando alternativas mais baratas e garantindo a diversão com seus amigos e familiares, e também listamos destinos que costumam ser mais baratos do que a média nesta época.

VOU FICAR NA MINHA CIDADE

Descubra a sua cidade
Certamente sua cidade tem opções culturais que você desconhece ou ainda não teve a oportunidade de visitar, como centros culturais, museus e parques que oferecem shows e programações especiais para a Virada do Ano gratuitas ou bem baratas. Para descobrir o que vai acontecer durante o Réveillon, fique de olho em sites que oferecem esse tipo de programação, como por exemplo no site da Prefeitura ou da Secretaria de Cultura da sua cidade. Além destes, dê uma olhada na programação do Sesc (Serviço Social do Comércio) e no portal Catraca Livre.

Inclua na sua busca a festa de Ano Novo tradicional na sua cidade, organizada pela ou com o apoio da prefeitura. Pode ser uma ótima ideia reunir os amigos e celebrar a chegada de 2016 em meio a milhares de pessoas e boas energias, durante shows animados de artistas conhecidos. “Um ano tinha ficado em São Paulo, minhas amigas estavam viajando e estava meio desanimada. Vi na TV uma matéria falando sobre como a Av. Paulista já estava cheia e disse para o meu irmão, na hora: ‘vamos?’. Ele topou e passamos a virada lá. Foi muito legal e ainda fizemos novas amizades”, lembra a farmacêutica Raquel Sapponara.

Pense fora da caixa
Quem disse que Réveillon significa viagem ou programas caros como festa em hotel ou clube da cidade ou jantar chique em restaurante? E se você juntasse seus amigos para um piquenique noturno em um parque ou praça perto da sua casa? Cada um leva alguma coisa, coloca-se música usando o celular e, pronto, um momento especial foi criado. “Eu fiz isso num aniversário, reuni amigos em uma praça linda e toda arborizada que eu conhecia e foi muito legal. Tomamos vinho, conversamos, dançamos e, no final, nosso único trabalho foi recolher o lixo. Agora, estou bolando algo parecido para este Ano Novo”, diz a vendedora Célia Martins.

 Vai fazer festa em casa? Veja dicas!
• Algumas velas sobre a mesa dão um toque de festividade. Outro recurso mais barato e que dá um toque diferente é usar luzinhas de Natal na decoração da casa, colocando-as em alguma parede ou contornando uma janela;

• Outro jeito simples, prático e barato de tornar o ambiente mais aconchegante é espalhar garrafinhas de vidro com flores pelas mesas e prateleiras;

• Considere arrastar sofás e outros móveis para ampliar o espaço onde você vai receber os convidados;

• Programe-se em termos de louça e talheres, avaliando se possui pratos suficientes ou se deverá alugar, pedir emprestado ou investir em itens descartáveis;

• Organize com os convidados o que cada um levará de comida, para que os pratos não sejam repetidos. Monte a lista e divida com todos por e-mail – assim todos também saberão o que será servido;

• Procure ter sobre uma mesa cesta de pães e torradas, com aperitivos para que ninguém fique com fome enquanto a ceia não é servida. Um aperitivo fácil, econômico e saudável é cortar palitos de cenoura, pepino e salsão e mergulhá-los em copos com sal grosso no fundo.

• Caso perceba que sua geladeira não dará conta de gelar bebidas e os alimentos, providencie gelo e disponha as bebidas em coolers ou mesmo em um grande balde, que pode ser deixado em um lugar reservado;

• Pense de antemão nas músicas para animar o evento e deixe preparada uma playlist com baladas animadas. Se preferir, peça para alguém que curta músicas ajudar na tarefa.

QUERO VIAJAR

5 destinos mais baratos para passar o Réveillon
Cartões-postais como Rio de Janeiro e Salvador definitivamente são opções mais caras neste fim de ano, afinal, a queima de fogos na praia de Copacabana é um dos eventos mais populares do mundo nesta época. “Para economizar, o melhor é focar em alternativas pouco buscadas, que não têm preço de hospedagem e transporte aumentado por causa das festas”, diz Vignoli. Abaixo, uma lista de cinco destinos mais baratos para passar o Réveillon. Os valores apresentados são uma média e podem variar de agência para agência. Nas opções apresentadas não estão incluídos preços com transporte (carro, avião ou ônibus), que podem variar bastante dependendo do ponto de partida ao destino.

1 – Joinville e praias, Santa Catarina
O pacote de três noites inclui transporte em ônibus de turismo com guia, hospedagem com café da manhã e passeios em Blumenau e Balneário Camboriú.
Cerca de R$ 800 por pessoa

2 – Praias Capixaba, Espírito Santo
O pacote de três noites inclui transporte em ônibus de turismo, acompanhamento de guia, hospedagem com café da manhã e passeios em Vitória, Vila Velha e Guarapari.
Cerca de R$ 900 por pessoa

3 – Foz do Iguaçu, Paraná
O pacote com quatro noites inclui hospedagem com café da manhã, passeio às Cataratas Brasileiras, visita panorâmica na Hidrelétrica de Itaipu e visita ao Vale dos Dinossauros.
Cerca de R$ 1.200 por pessoa

4 – Buenos Aires, Argentina
O pacote com quatro noites inclui hospedagem com café da manhã, traslado, ceia de Ano Novo e passeios.
Cerca de R$1.400 por pessoa

5 – Aracaju, Sergipe
O pacote com três noites inclui hospedagem com café da manhã, traslado e city tour.
Cerca de R$ 1.700 por pessoa

Importante: os valores acima não incluem passagens aéreas e estão sujeitos à mudanças. Pesquise em sites como o Decolar.com e Booking.com, que apresentam preços de passagens aéreas, pacotes e hospedagem, regiões próximas à cidade em que você mora, assim pode economizar bastante com o transporte, cotando inclusive passagens de ônibus, que tendem a baratear a viagem.

Dicas para economizar na viagem:
• Se possível convide mais gente para ir com você. Dividindo despesas como gasolina e diária do hotel, a viagem fica mais barata;

• Ao chegar ao seu destino, consulte logo recepcionistas e locais para descobrir restaurantes bons e baratos. Assim você economiza e ainda pode ser apresentado a lugares que só quem é da região conhece;

• Pesquise a melhor forma de transporte. Às vezes é mais barato alugar um carro do que pagar transfers privativos ou taxi;

• Negocie formas de parcelamento com a agência para não pesar no bolso. Afinal, a viagem não pode atrapalhar sua rotina e planejamento financeiro.

Saiba mais

Garanta uma ceia de Natal barata e deliciosa

Amigo secreto: como escolher algo bom e barato

13 dicas para evitar o superendividamento no Natal

Paula Aftimus

Paula Aftimus

Jornalista com especialização na State University of New York, editora de publicações e portais do Grupo Abril e especialista em mídias digitais. Passagem acadêmica pelas áreas de Serviço Social e Educação e MBA em Gerenciamento de Projetos pela FGV

Veja também

mbf_banner_noticias_01
10 sites para ganhar uma grana extra alugando coisas
Está sem dinheiro ou precisa de uma grana extra? Então, alugar itens e recursos já presentes na sua vida po  [...]
mbf_banner_noticias_08-88nr8
Como economizar dinheiro no dia a dia
Descubra quanto e como você pode economizar fazendo mudanças simples no dia a dia. Os valores e benefícios   [...]
emprestimoNoticia
7 dicas para a contratação de um empréstimo
Contratar empréstimos é uma prática comum para muitos brasileiros, mas muitos se descontrolam e acabam inad  [...]