13861386

18 janeiro 2014

De tempos em tempos, de acordo com o mercado de automóveis, a variação de  impostos e outros fatores, mudam as orientações sobre compra do carro; afinal, compro um novo ou um usado?

No momento, está voltando a valer a pena comprar um carro usado, por três motivos:

1. O imposto (IPI) cobrado sobre os carros novos, que antes estava bem reduzido pelo governo, está voltando aos poucos. Não existe a cobrança desse imposto no usado;

2. Com a obrigatoriedade de todos os carros novos, a partir de 2014, terem freios ABS e air bags, haverá aumento no valor do carro zero;

3. Como sempre ocorreu, só de sair da loja, o seu “zerinho” já se desvalorizou, em média, 20%. O usado já tem essa desvalorização no preço final.

Mesmo que o carro novo, zerinho, seja muito mais atraente, é preciso pensar com muita cautela. Afinal, ao comprar um carro usado, você pode conseguir levar, com um valor menor, um modelo muito mais completo do que num carro novo.

FIQUE ATENTO:

Procure sempre um vendedor de confiança

Compre o carro que lhe atende, e não o que atende aos olhos do vizinho

Com muitas vendas no passado, as ofertas de bons usados é muito grande, inclusive já equipados com freios ABS e air bags

Verifique as condições de financiamento e, se puder, pague à vista. Evite pagar juros.

Verifique as condições dos itens que podem gerar despesas imediatamente, tais como pneus, bateria, pintura etc.

E muito importante: faça as contas antes de comprar para ver se as despesas caberão no seu orçamento.

Veja também

spc-mbf-dia-das-maes-presente-mensagem-especial
O que a sua mãe quer ganhar não custa caro
Perguntamos para mães, de diferentes idades e profissões, o que elas mais gostariam de receber dos filhos ne  [...]
material-escolar-barato-mbf
5 estratégias para gastar menos na compra do material escolar
Apesar dos valores mais altos, é possível adquirir todos os itens da lista sem se enrolar financeiramente. O  [...]
mbf_banner_noticias_05
INSS começa a pagar primeira parcela do 13º salário.
Desde ontem (25/8), a Previdência Social começou a pagar mais de 29 milhões de benefícios como parte da pr  [...]