69466946

26 janeiro 2016

como-evitar-desperdicios-economizar-agua-gasolina-luz

Veja o que fazer para não desperdiçar alimentos, água, luz e combustível. Além de ajudar o meio ambiente, você ainda economiza uma grana!

Se a necessidade de preservar o meio ambiente não era motivo o suficiente para evitarmos o desperdício, em especial de bens naturais, a crise econômica certamente é uma ótima razão para não desperdiçar e economizar! Afinal, em 2015 a inflação fechou com alta de 10,67 por cento, a maior no país desde 2003, segundo o IBGE. “Estabelecer uma economia doméstica pode parecer difícil no começo, mas a prática faz com que você poupe muito durante o ano com mudanças simples no cotidiano”, diz José Vignoli, educador financeiro do Portal Meu Bolso Feliz. Segundo pesquisa do SPC Brasil, 35,5 por cento dos brasileiros optam pelo consumo consciente como principal forma de economizar e fazer o dinheiro render mais.

 
E, caso ainda falte incentivo para poupar, saiba que, em 2015, os combustíveis ficaram 21 por cento mais caros; o preço de alimentos como cebola, tomate, batata e feijão aumentaram em média 42 por cento e a conta de luz subiu nada menos que 51 por cento, segundo dados medidos pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). “A não ser que a renda da família tenha aumentado na mesma proporção, é preciso rever hábitos para não enfrentar problemas financeiros em 2016”, completa Vignoli.

 

O quanto você gastará a mais em 2016?

Nesta planilha consideramos o custo, em janeiro de 2015, de quatro itens de consumo: gasolina, energia elétrica, água e alimentação. Em seguida, calculamos o valor da inflação sobre esses custos, obtendo o quanto será gasto com os mesmos itens em janeiro de 2016. O resultado: se a pessoa mantiver o mesmo nível de consumo para cada item, gastará mensalmente R$ 235,15 a mais em razão da variação dos preços.

 
tabela-atitudes-economizar-dia-a-dia
Veja abaixo como evitar desperdícios e economizar em alimentos, água, energia elétrica e combustível.

 

Para não desperdiçar:
Alimentos

Planeje suas compras, fazendo uma lista com os produtos que realmente estão em falta;

• Mesmo com a lista em mãos, sempre que for ao mercado, olhe armários e geladeira para se certificar de que comprará apenas o que de fato precisa;

• Fique atento à data de validade dos produtos e, na hora de cozinhar, dê preferência aos alimentos que estão próximos do vencimento;

• Promoções são bem-vindas tratando-se de produtos com longo período de validade e muito utilizados pela família. Caso contrário, são vilãs do consumo consciente porque nos estimulam a comprar mais do que necessitamos;

• Uma dica para que frutas, verduras e legumes durem mais é higienizá-los bem antes de guardá-los na geladeira. Enrolá-los em filme plástico também ajuda a evitar a proliferação de bactérias;

• Pesquise receitas que aproveitam todo o alimento, das folhas ao caule. Além de fazer pratos diferentes, você evita desperdícios;

• Se uma fruta ou legume apresentar uma aparência feia em algumas partes, corte-as e use o que sobrou. Não é preciso jogar fora todo o alimento!
 

Água

• Segundo dados da Sanep (Serviço Autônomo de Saneamento de Pelotas), lavar a louça com a torneira meio aberta, durante 15 minutos, gasta mais de 240 litros de água. Para reduzir este gasto para cerca de 20 litros, adote os seguintes hábitos: limpe os restos dos pratos e panelas com uma escova e jogue-os na lixeira; coloque água na cuba até a metade para ensaboar, fechando a torneira. Para enxaguar, encha novamente a cuba com água e feche a torneira;

• Na limpeza de quintal use vassoura e, se precisar de água, reutilize a que sai do enxágue da máquina de lavar;

• Uma lavadora de louça com capacidade para seis pessoas gasta em média 40 litros de água. Para maior economia, utilize a máquina somente quando estiver cheia, economizando água, energia e aumentando a vida útil do seu equipamento;

• Caixa de descarga com válvula defeituosa podem gastar até 30 litros. Mantenha-a em ordem!

• Não utilize o vaso sanitário como lixeira, pois além de aumentar o consumo de água, obstrui os encanamentos;

• Ao escovar os dentes, fechar a torneira após molhar a escova economiza cerca de 12 litros de água;

• Fazer a barba em 5 minutos, com a torneira meio aberta, pode gastar até 12 litros. Para economizar, feche o ralo e encha a pia, usando esta água enquanto faz a barba, em vez de deixar a torneira aberta;

• Um banho de chuveiro elétrico por 15 minutos consome cerca de 144 litros. Segundo pesquisa do SPC Brasil, apenas 68 por cento dos brasileiros fecham a torneira do chuveiro enquanto ensaboam o corpo, atitude que pode economizar mais de 50 litros de água;

• Para reduzir o uso de água ao cuidar suas plantas, regue-as sempre de manhã ou à noite, diminuindo a perda por evaporação, e use mangueira com esguicho-revólver. No inverno, regue dia sim, dia não;

• Ao lavar o carro, para não desperdiçar, experimente usar um balde de 10 litros para molhar, ensaboar e enxaguar; assim você pode chegar a uma economia de mais de 500 litros;

• Uma atividade que consome grandes quantidades de água é lavar calçadas, podendo chegar a até 280 litros. Se houver necessidade, faça da forma mais econômica possível: evite deixar a mangueira aberta e utilize ao máximo a vassoura, deixando para a água somente a tarefa de enxaguar, de preferência usando um balde.

 

Energia elétrica

• Troque as lâmpadas incandescentes por fluorescentes, que gastam 60 por cento menos energia;

• Não deixe a luz acesa em cômodos desnecessariamente – e cobre membros da família para que eles também adquiram o hábito e apagar as luzes ao sair de um cômodo;

• Pinte as paredes internas e os tetos da casa com cores claras. Elas refletem e espalham a luz para todo o ambiente;

• Aproveite ao máximo a luz do dia deixando cortinas e portas abertas;

• Espaços de leitura ou trabalho dentro de casa devem ficar próximos às janelas;

• Periodicamente, limpe os globos e lustres transparentes, aproveitando ao máximo a potência das lâmpadas;

• Possui aparelhos de ar-condicionado? Mantenha os filtros sempre bem higienizados;

• Máquina de lavar roupa e ferro de passar consomem muita energia. Assim, use-os apenas quando tiver bastante roupa acumulada;

• Escolha eletrodomésticos de baixo consumo energético, preferindo aparelhos com o selo Procel ou Energy Star (no caso de importados);

• De acordo com pesquisa do SPC Brasil, somente 51 por cento dos brasileiros retira da tomada aparelhos elétricos que não estão em uso, hábito que pode utilizar até 40 por cento da energia da casa;

• Evite colocar o fogão e a geladeira próximos um do outro. Segundo a Eletropaulo, ao colocar sua geladeira perto do fogão, ela utiliza mais energia para compensar o ganho de temperatura. É ideal também que fiquem afastados pelo menos 15 cm de paredes, evitando o superaquecimento;

• Mantenha a borracha de vedação da geladeira sempre em bom estado;

• Antes de cozinhar, retire de uma única vez todos os ingredientes usados da geladeira;

• Regule a temperatura da geladeira no inverno, ajustando o termostato para evitar desperdício de consumo.

 

 Combustível

• Quanto mais rápido o carro anda, mais combustível ele consome. Assim, evite acelerar demais, preferindo, inclusive, manter uma velocidade constante, sem “arrancadas”;

• O carro também consome mais quando está muito pesado, por isso só carregue demais o veículo quando necessário;

• Pneus murchos e desalinhados comprometem o desempenho do carro;

• Faça a revisão eventualmente evitando o consumo desregulado de combustível;

• As velas do motor são responsáveis pela combustão da mistura ar-combustível que acontece dentro do motor. Quando estão “vencidas”, parte do combustível não é queimada e acaba sendo expelida pelo escapamento. Assim, fique de olho para trocar as velas do carro no momento certo • na maioria dos veículos, a cada 20.000 km;

• Se perceber que ficará mais que alguns minutos parado no trânsito desligue o carro;

• Anote seus gastos com combustível e a quilometragem do veículo a cada abastecida. Dessa forma, fica mais fácil identificar qualquer problema que possa gerar excesso de consumo. Além de facilitar também o acompanhamento de seus gastos com combustível;

• O ar condicionado no carro consome mais combustível, use só quando necessário;

• Não utilize seu carro na reserva para evitar a perda de força da bomba de combustível consumido mais o produto;

• Procure sempre os postos que oferecem os menores preços – sendo de confiança, claro. No site Preço dos Combustíveis, é possível pesquisar preços em postos de todo o país;

• Em percursos menores, opte pela caminhada ou pela bicicleta. Além de economizar, exercícios são bons para a saúde.

Para se informar sobre como economizar no dia a dia, conte com o nosso Simulador de Consumo Consciente!

 

 Saiba mais:

Como economizar dinheiro no dia a dia

Dicas valiosas para economizar no mercado

Como economizar em tempos de inflação

Economia em casa

Paula Aftimus

Paula Aftimus

Jornalista com especialização na State University of New York, editora de publicações e portais do Grupo Abril e especialista em mídias digitais. Passagem acadêmica pelas áreas de Serviço Social e Educação e MBA em Gerenciamento de Projetos pela FGV

Veja também

como-ficar-moda-verao-gastando-pouco
Fique na moda neste verão sem gastar muito
Mostramos as peças que farão sucesso na estação e como combiná-las com o que você já possui no armário  [...]
inadimplencia-atitudes-fugir-como-financas
6 atitudes que levam à inadimplência!
Listamos os grandes vilões da organização financeira e mostramos como combater cada um. Veja como ficar bem  [...]
spc-mbf-melhor-hora-comprar-imoveis
Saiba se esta é a hora de comprar um imóvel
Com o aumento no preço dos imóveis menor do que a inflação, talvez a hora de investir na casa própria est  [...]