67446744

21 dezembro 2015

Uma aposentadoria tranquila depende de ações tomadas no presente. Veja de que forma agir hoje para não ter problemas financeiros amanhã

Não tem jeito: para garantir uma aposentadoria tranquila, é preciso começar a poupar o quanto antes. Quem não constrói desde já uma reserva financeira para o futuro, dificilmente conseguirá manter um bom padrão de vida ao chegar na terceira idade, correndo o risco, inclusive, de enfrentar outros problemas, como inadimplência, incapacidade para pagar contas básicas como aquelas ligadas a moradia, plano de saúde e alimentação e dependência de terceiros para se sustentar. Afinal, o valor da aposentadoria costuma ser menor do que o salário ganho hoje, enquanto os gastos, em especial com a saúde, só tendem a aumentar.

 
“A aposentadoria é o momento em que a pessoa precisa ter uma boa reserva para lidar com imprevistos de saúde, arcar com despesas de remédios, completar os itens básicos do mês que não puderam ser comprados com a aposentadoria e, claro, aproveitar os prazeres nessa fase da vida”, diz José Vignoli, educador financeiro do Portal Meu Bolso Feliz.

 

Segundo pesquisa realizada pelo SPC Brasil e Meu Bolso Feliz, 3 em 10 brasileiros estão justamente na situação descrita acima: não estão financeiramente preparados para a aposentadoria. Para 43 por cento dos entrevistados, em dez anos, caso não possam mais trabalhar, dependerão, exclusivamente, da aposentadoria do governo. Ao mesmo tempo, 31 por cento dizem que gostariam de se preparar, mas não sabem por onde começar.

 

Por isso, explicamos aqui como economizar para ter uma aposentadoria tranquila. Afinal, mesmo neste momento de crise, construir uma reserva para o futuro não pode deixar de ser prioridade.

 

Comece o quanto antes!

É claro que, o quanto antes você começar a poupar, maior o montante acumulado e maior o acúmulo de ganho com juros. Além disso, começando cedo, pode-se depositar mensalmente um valor menor, já que ele será investido por um longo tempo. O cuidado apenas é não mexer neste dinheiro. “O ideal é fazer os depósitos mensais e esquecer que o montante está lá. Esse dinheiro deve ser exclusivamente para a aposentadoria”, alerta Vignoli. Ou seja, nada de recorrer a esta economia para fazer uma viagem, comprar um carro ou quando a situação apertar um pouco. Neste último caso, considere sempre todas as alternativas possíveis antes de mexer no valor separado para a aposentadoria.

 

Calcule muito bem o quanto pode investir por mês

Sabendo que este dinheiro irá exclusivamente para a aposentadoria, é importante começar com um valor realista do quanto pode depositar por mês. Dessa forma, considere se deve destinar tudo o que sobra do seu salário para a poupança ou apenas uma parte será para este fim. Lembre-se que, colocando 100 por cento do que sobra da sua renda neste investimento, não restará nada para o lazer ou realização de sonhos. “É importante conversar com a família, levantar todos os gastos e dívidas e, em especial, os sonhos de médio e longo prazo. Só então pode-se saber o quanto de fato poderá priorizar para a aposentadoria”, explica Vignoli. Tenha em mente que, à medida que a situação financeira da família melhorar, o montante investido no futuro deve aumentar também.

 

Juntamente com o depósito mensal, lembre-se de incluir na reserva para a poupança outras entradas, como o décimo terceiro e férias. Acredite, esses depósitos ajudam a sua economia a crescer mais e fazem diferença lá na frente.

 

Avalie suas opções para fazer um bom investimento

Quando falamos em aposentadoria, os principais investimentos são a poupança, o Tesouro Direto e a Previdência Privada. Além destes, claro, existem opções como imóveis, que exigem uma alta quantia para investimento; Letras de Crédito, que por sua vez não são recomendadas por terem maior volatilidade; e ações, “cujo investimento deve ser feito com extrema cautela, já que o momento econômico do país faz com que o risco deste mercado seja ainda maior”, explica Marcela Kawauti, economista-chefe do SPC Brasil. Conheça melhor as principais opções:

 

Tesouro direto

Possui um rendimento, em geral, maior do que a poupança ou a previdência privada – o Tesouro Direto pode ter rendimentos brutos que chegam a até 13 por cento ao ano, dependendo do tipo de papel -, mas há incidência de Imposto de Renda e o processo para investir é um pouco mais burocrático, com a necessidade de cadastro em uma corretora de valores, que cobra taxas. Além disso, os títulos do Tesouro Direto têm datas de vencimento e se você os vender antes dessas datas, pode perder parte do rendimento.

 

grafico_tesouroDiretoB

 

Poupança

A vantagem da poupança é poder sacar o valor a qualquer momento sem perda de rendimentos e a isenção de taxas administrativas e do Imposto de Renda. Além disso, a proteção em caso de falência do banco é de R$ 250 mil, pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC). No entanto, possui rendimento menor – cerca de 0,5 por cento ao mês. Vale ressaltar que a poupança é particularmente perigosa para quem tem dificuldade em guardar dinheiro e manter a quantia lá, justamente porque é tão fácil retirar montantes do investimento.

 

grafico_poupancaB

 

Previdência privada

Como o plano permite que você estipule e destine uma quantia fixa todo mês, é recomendada para quem não possui disciplina para poupar e busca um investimento a longo prazo. Uma vantagem é poder alterar o valor e a data da contribuição ou mesmo suspendê-la por um tempo – o investimento continua rendendo normalmente. Por outro lado, as taxas de administração podem afetar a rentabilidade e, em caso da seguradora ou a entidade em que você possui a sua previdência privada quebrar, os valores lá depositados não são garantidos pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito).

 

grafico_previdenciaB

 

Qual investimento rende mais?

Veja abaixo uma simulação considerando investimentos mensais de R$100 e de R$300 na Poupança, no Tesouro Direto e na Previdência Privada, ao longo de 40 anos (dos 25 aos 65 anos de idade, por exemplo). “Os números são significativos pois estamos falando de depósitos mensais ao decorrer de um longo período. É prova de que, mesmo com apenas R$100 por mês, tendo disciplina e não mexendo nessa reserva, pode-se garantir uma aposentadoria bastante confortável”, ressalta Marcela.

 

tabelaResumo

 

Viva dentro do seu padrão de vida

Gastos desnecessários, ceder as compras sem necessidade e ter uma vida financeira desregrada estão diretamente ligados à capacidade de poupar para um futuro tranquilo em termos de dinheiro. Afinal, quem não consegue poupar não será capaz de construir uma reserva para a aposentadoria. Portanto, procure viver no dia a dia dentro do seu padrão de vida, gastando com sabedoria e tendo uma vida financeira saudável – para, assim, conseguir manter esse padrão também na 3a idade!

 

Estou inadimplente, como posso economizar para aposentadoria?

“O primeiro passo é identificar quanto tempo será necessário para saldar a dívida e quanto isso comprometerá do orçamento mensal”, explica Vignoli. Tente equilibrar a renda – levando em consideração as parcelas da dívida – e comece a guardar um pouco de dinheiro para aposentadoria. “Não se preocupe se neste momento o valor poupado for baixo. O mais importante é criar o hábito de poupar e começar a se preocupar com isso”, diz o educador. Com a dívida quitada e a vida em ordem, o dinheiro que era destinado às parcelas pode passar a ser aplicado para que você tenha maior tranquilidade financeira no futuro.

 

Saiba mais:

Vantagens e desvantagens da previdência privada

Dicas para chegar à Terceira Idade com uma aposentadoria tranquila

Saiba como viver bem dentro do seu padrão de vida

Como quitar suas dívidas e fugir da inadimplência

Paula Aftimus

Paula Aftimus

Jornalista com especialização na State University of New York, editora de publicações e portais do Grupo Abril e especialista em mídias digitais. Passagem acadêmica pelas áreas de Serviço Social e Educação e MBA em Gerenciamento de Projetos pela FGV

Veja também

dia-das-criancas-mbf
Garanta um Dia das Crianças divertido e barato!
Você não precisa gastar uma fortuna para deixar os pequenos felizes e realizados. Saiba qual a estratégia p  [...]
mbf_banner_noticias_01-gr91u
Vale a pena contratar um seguro?
Na maioria dos casos, o serviço compensa. Mas é preciso atenção antes de investir na sua tranquilidade. Ve  [...]
spc-mbf-comprar-um-carro
Está na hora de comprar um carro?
Veja quais perguntas fazer a si mesmo antes de considerar comprar um carro – e como agir caso decida adquiri  [...]