45874587

26 agosto 2014

mbf_banner_noticias_15

O inverno nem acabou e as lojas já mostram as peças da primavera/verão. Irresistíveis? Nada disso. Veja dicas para fazer bonito até o final do ano – sem comprometer a poupança para a viagem de Réveillon.

Embora, tecnicamente, ainda estejamos no inverno, nas lojas o clima já esquentou. Saem os casacos pesados, entram os tecidos leves e coloridos. Um mundo de novidades que pouco se parecem com os itens que você tem no armário. Então, na primeira passadinha ao shopping, lá vai você se entregar às tentações expostas nas vitrines – só para depois ver suas economias para o Réveillon sumindo junto com as parcelas do cartão!

 

Pois a primeira atitude para não comprometer as finanças e aproveitar a troca de coleções é tirar da cabeça que só é possível ficar na moda gastando muito dinheiro.

 

“Mas eu preciso!”

Na prática, ser racional não é deixar de comprar o que você deseja. Mas se questionar se está comprando algo que realmente gostou, que será útil na sua vida e que não te prejudicará financeiramente.

 

Hoje em dia ter certas coisas está associado a pertencer a um determinado grupo. Muita gente vê roupas de grife, por exemplo, como símbolos de status. Por isso, acabam consumindo certos itens não porque de fato gostaram, mas porque acreditam que ter aquilo lhes tornará mais especial, aceitos no grupo que desejam fazer parte. O problema é que estes “símbolos de status” estão cada vez mais caros. Será que o status compensa a dor de cabeça de não conseguir pagar suas contas e a falta de reservas para realizar sonhos maiores do que ter a calça jeans do momento?

 

Veja abaixo como conseguir ficar na moda gastando pouco. Acredite: além de possível, encarar esse universo fashion de outra maneira pode ser também muito divertido.

 

9 DICAS PRÁTICAS PARA SER FASHION SEM GASTAR:
1 – Organize seu armário

Às vezes nosso armário está tão cheio e desorganizado que nem sabemos as peças que temos lá dentro. Arrumar tudo não só facilita na hora de escolher seu look como também alivia aquela sensação “não tenho nada para usar”, que nos leva a comprar ainda mais. Como as tendências vão e vêm, é muito provável que alguma peça antiga que você tenha esteja de volta em alta. Basta descobri-la dentro do guarda-roupa.

 

2 – Conheça seu corpo e estilo

É muito comum comprarmos algo só porque a peça está na moda ou investir em algo pensando “quando emagrecer vou usar”. Nada disso! Compre coisas para você vestir hoje e que combinem o que já possui no armário. É um exercício de unir o desejar com o precisar. Por mais incrível que seja algo, se você não se vê usando aquilo (não precisará da peça), deixe-a na loja.

 

3 – Repetir roupa não é problema

Não tem nada de cafona em trajar a mesma peça várias vezes. Como disse a famosa consultora de moda Glória Kalil, “o absurdo seria ter que usar uma roupa diferente a cada dia. Usar a mesma peça é inteligente, prático e, além de tudo, muito estiloso.” Um vestido básico, por exemplo, pode resultar em vários looks, dependendo das combinações dos acessórios. Outra dica é se lembrar de onde esteve ao usar uma peça. Assim, ao vesti-la novamente, evita que seja no mesmo local.

 

4 – Reforma com consciência

A maioria das suas peças pode ser repaginada com ajustes, tingimentos e intervenções criativas. Cuidado apenas para o valor do conserto não sair igual ou mais caro do que comprar algo novo.

 

5 –Pratique o desapego

Você certamente não é a única querendo, por um lado, atualizar o guarda-roupa e, por outro, se desfazer de peças que não usa mais. Reúna as amigas para uma tarde de trocas de roupas e risadas. Outra opção é recorrer a sites de trocas ou vendas de roupas usadas, como o enjoei.com.br. Sem falar nos ótimos brechós, sempre cheios de itens atuais.

 

6 – De olho nas tendências

Sabendo o que estará na moda na estação que entra você consegue focar em peças-chave para atualizar o visual sem ter que comprar a loja inteira. E quem sabe, nesta pesquisada (em revistas de moda ou na internet) você não acaba descobrindo que coisas que comprou há anos estarão com tudo neste verão?

 

7 – Use um sapato confortável

O que isso tem a ver com gastar menos? A resposta é simples: para fazer bons negócios, paciência é fundamental. Você deve estar confortável e com tempo para pesquisar preços em várias lojas, experimentar com calma cada item que considera levar, deixar a peça “descansando” na loja, dar uma vota e só então decidir se vai mesmo finalizar a compra, calcular o quanto já gastou… ou seja, agir com tranquilidade para garantir uma boa aquisição!

 

8 – Cartão na mão é vendaval

Evite ir às compras levando seu cartão de crédito. Com ele em mãos, cair em tentação fica ainda mais fácil. Preferencialmente, leve dinheiro. Além ser melhor para controlar os gastos, aumenta o seu poder de barganha para conseguir descontos.

 

9 – Parcelar? Não, obrigada

De parcela em parcela, você se verá endividada até o verão do ano que vem! Fuja desta armadilha e prefira pagar tudo à vista. Assim você pode até comprometer um pouco o orçamento deste mês, mas, nos seguintes, está de volta aos trilhos – e sem dívidas.

Paula Aftimus

Paula Aftimus

Jornalista com especialização na State University of New York, editora de publicações e portais do Grupo Abril e especialista em mídias digitais. Passagem acadêmica pelas áreas de Serviço Social e Educação e MBA em Gerenciamento de Projetos pela FGV

Veja também

mbf_banner_noticias_08-987sd (1)
O casamento dos sonhos cabe no seu bolso!
Vestido, convite, festa… veja como organizar um casamento lindo, inesquecível e, melhor, barato! Vocês  [...]
spc-mbf-dicas-viajar-barato-sem-gastar
8 passos para viajar barato
Viajar é sempre uma delícia. Com as contas em dia e sem se endividar, então, é melhor ainda. Por isso, fiq  [...]
aposentadoria-onde-investir-quanto-guardar
Aposentadoria: planeje-se hoje e evite problemas amanhã!
Uma aposentadoria tranquila depende de ações tomadas no presente. Veja de que forma agir hoje para não ter   [...]