63346334

06 agosto 2015
meu-bolso-feliz-foto
A internet, além de fazer parte do nosso dia a dia, também pode ser usada para divulgar seu trabalho para você ganhar um dinheiro extra. Saiba como

O dinheiro está curto e você decidiu ganhar uma grana extra vendendo roupas, artesanato ou alguma comidinha que saiba fazer. Ótima ideia! Então, mais do que ninguém, você deve saber que uma das melhores maneiras de divulgar esse seu novo negócio é através da internet. Mas você sabe como começar?   “O mais importante é ter em mente que não basta estar on-line, você precisa saber usar a internet de forma lucrativa”, aconselha Joel Prado Netto, gerente de marketing e professor de marketing digital do SENAC. E melhor: começar a se aventurar na internet sai barato. “Seu investimento mínimo é tempo. Com conhecimento, vontade e tempo todo mundo consegue divulgar seu trabalho na web”, completa Nancy Assad, especialista em comunicação corporativa com foco em marketing digital e diretora e NA Comunicação e Marketing.

 

Então, saiba que TUDO pode ser divulgado pela internet. Não existe um tipo de produto específico que tenha mais sucesso pela internet. “O importante é ter em mente que, independente do segmento no qual se almeja atuar, é preciso que o empreendedor faça um bom planejamento de como pretende organizar sua operação. Afinal, vale lembrar que, no varejo on-line, o concorrente está a um clique e, em função disso, é muito importante ter estratégias de diferenciação para seu negócio como maior facilidade na compra, atendimento superior, preço e formas de pagamento mais atrativas”, aconselha Luan Gabellini, sócio-fundador da Betalabs, empresa especializada em gestão de empresas de comércio eletrônico.

 

Depois de ter isso em mente, defina seu público-alvo. Seus bons resultados vão depender do bom planejamento que você vai fazer. Para isso, saiba para quem você vai vender. Mulheres? Homens? Adolescentes? A maneira de se comunicar com seu público e suas escolhas vão depender disso. Por fim, conheça as ferramentas e saiba lidar com cada uma delas. Esse passo é importante porque o mercado oferece diversas opções eficientes e cada uma tem um objetivo diferente.

 

Agora, conheça algumas das opções de divulgação on-line e, com público-alvo definido, decida por onde começar:

 

peca7EstrategiasDivulgacaoOnline

 

1 –  Ter uma página no Facebook

Atualmente, a rede social mais utilizada no mundo possui mais de 1,3 bilhão de usuários cadastrados, uma oportunidade gigante de converter curtidas em dinheiro. Por isso, o Facebook é uma ferramenta ideal para se aproximar do seu público, fortalecendo sua imagem por meio de uma comunicação mais informal e menos técnica. Para isso:

1 – Crie uma fanpage. “A fanpage é uma área exclusivamente criada para divulgação, seja de marcas, empresas, ONGs, profissionais, bandas, para fins lucrativos ou não. Podemos dizer que é a área comercial/profissional do Facebook e o seu perfil uma área pessoal. Portanto, não misture as coisas.”, aconselha Nancy.

2 – Sempre poste nos horários de pico. Os horários são diversos, o Facebook disponibiliza muitas informações sobre os seus Fãs, dentre elas quantos acessos por dia e os horários de maior movimento (para encontrá-las é só clicar no botão Informações, dentro de sua fanpage). Essas informações serão suas maiores aliadas. Para começar, vale testar vários horários e analisar a performance de cada tentativa para, assim, definir quais os melhores.

3 – Use a abuse da segmentação dos públicos na hora de anunciar. O Facebook possui uma segmentação muito completa para você atingir exatamente o público desejado. Para estudar seu público-alvo, é fácil: em informações, dentro da fanpage, clique em Pessoas e, rapidamente, saiba de onde vem seus maiores fãs, qual a idade média deles e se são mulheres ou homens que acompanham mais seus posts.

4 – Não descarte o anúncio pago. O Facebook te oferece uma grande variedade de formas para anunciar nele e seu sucesso dependerá das metas a serem atingidas e do quanto você pode investir. “Aqui, vale patrocinar um post para uma determinada região (bairro, rua), por interesses como moda ou gastronomia, casamento”, aconselha Murilo Lozano, diretor da Social Peers, agência especializada em marketing em mídias sociais.

 

2 – Ter um perfil no Instagram

Uma rede social que oferece espaços para a publicação de fotos e vídeos curtos de 15 segundos. “Ideal para a divulgação de produtos e serviços com apelo mais visual, como roupas, acessórios, viagens e comidas”, aconselha Joel.

1 – Não faça divulgações com cara de anúncio publicitário, ou seja, deixe-a o mais natural possível.

2 – Invista em posts que que expliquem como funciona o seu produto.

3 – Mostre o seu dia-a-dia: capture momentos diferentes, inusitados, visita de parceiros, reação de satisfação de algum cliente, etc.. Isso ajuda a humanizar a sua empresa ou até mesmo a você, criando um vínculo mais pessoal com seus seguidores.

4 – Sempre tente postar imagens e fotos com uma qualidade visual razoável, se quer investir em Instagram, invista tempo para achar boas imagens e tirar boas fotos, caso não tenha ninguém que o faça.

5 – Use hashtangs (ex.:#amomeutrabalho). São termos usados para encontrar assuntos de interesse ou para organizar e definir um grupo de postagem, muito usado em campanhas e promoções.

 

3 – Utilizar o Twitter

Com comunicações diretas e objetivas o Twitter é ideal para direcionar seus seguidores a publicações em outras plataformas, como sites e blogs.  O Twitter é uma forma de contato em tempo real, ideal para se aproximar de qualquer tipo de cliente, em todos os segmentos. “Por isso, é importante, no caso do Twitter, ser participativo e interagir com seus seguidores”, aconselha Joel.

1 – Publicações estáticas e sem interação não atraem acessos e deixa seu perfil com uma imagem negativa.

2 – Crie estratégias para seguir o público ideal para seu negócio. Se, por exemplo, você está no segmento de beleza, que tal seguir blogueiras que falam sobre isso? Por outro lado, se seu negócio é gastronomia, interagir com chefs conceituados, restaurantes e críticos gastronômicos pode ser uma boa opção.

3 – Saiba exatamente para onde levará seus seguidores, afinal, no Twitter apenas 140 caracteres por portagem são permitidos. Por isso, você precisa linkar seus posts a algo interessante como matérias sobre o universo de interesse, textos de um blog ou para seu e-commerce.

4 – Lembre-se que no Twitter você também pode comprar mídia e patrocinar seus posts, atingindo, assim, mais gente.

5 – Interaja com outras marcas e empresas para ser conhecido.

6 – “Retuitar (ou seja, copiar e colar o que outra pessoa escreveu, dando os créditos) conteúdos que tenham a ver com seu negócio também é uma ótima estratégia”, completa Murilo.

 

4 – Produzir vídeos

Se você tem algo relevante à mostrar, utilize seu smartphone, tablet ou câmera digital para criar conteúdos que atraiam o seu público. Fique tranquilo que a internet não exige vídeos com muita produção, mas você precisa prender a atenção das pessoas, gerando acessos e consequentemente compartilhamentos.

 

5 – Usar o Google Adwords

O Google Adwords é uma ferramenta poderosa de publicidade on-line do Google, ou seja, você tem a chance de anunciar seu negócio nas páginas do site de busca de uma forma simples: comprando palavras. E para criar um anúncio é fácil: entre no site do Google Adwords, selecione seu público-alvo e siga o passo a passo, definindo seu orçamento e a descrição sobre seu produto ou serviço. E a boa notícia é que você não precisa de tanto dinheiro para começar pois:

• Você escolhe o limite diário de dinheiro e pode alterar sempre que quiser.
• Você não precisa de um valor mínimo para começar, pode investir quanto seu investimento permitir.
• Você pode começar e parar de usar o Google Adwords a qualquer momento.
Para planejar quais palavras comprar, vale saber exatamente o que você quer vender. E mais: na hora de escolher essas palavras e criar o anúncio, o próprio Google pode ajudar.

 

6 – Vender em Marketplaces

Se você tem um produto e gostaria de vendê-lo pela internet, não precisa ter toda uma estrutura de e-commerce, basta cadastrá-lo e disponibilizá-lo em um dos diversos marketplaces disponíveis, como Mercado Livre, Elo 7, Bom Negócio e OLX. Sempre seguindo as regras estabelecidas pelo site.

 

7 – Usar o Whatasapp

O whatasapp permite um contato direto e pessoal com o público e também a geração de conteúdo informativo. Portanto, muito cuidado com a forma de abordar:

1 – Seja prático. Ninguém usa Whatsapp para ver anúncio e ser abordado todo o tempo com promoções para compras. O meio pode ser utilizado como forma de atendimento e SAC (serviço de atendimento ao consumidor), também pode ser direcionado a grupos de interesses comuns, como por exemplo profissionais de uma mesma área, dentre outros meios de interação com os possíveis clientes ou consumidores.

2 – Desenvolva uma estratégia de relacionamento integrada com os demais meios digitais, como por exemplo ter o aplicativo Whatsapp baixado no computador para segmentar os contatos, atualizar o status de prospecção e relacionamento e avaliar o interesse demonstrado a cada ação realizada.

3 – Lembre-se que o Whatsapp é um meio de comunicação instantâneo sendo fundamental a total disponibilidade para atendimento e o uso da criatividade e inteligência para produzir vídeos, fotos e mensagens personalizadas para a marca ou produto de forma simpática, mostrando ser mais um amigo.

 

Natália Chagas

Natália Chagas

Jornalista, com especialização em marketing e vasta experiência em revistas e portais de notícia. Foi editora de mídias digitais do grupo GR1 Editora e produziu conteúdo para diversas publicações do Grupo Abril, Editora Globo, Folha de São Paulo, entre outros.

Veja também

bonita-sem-gastar
Fique mais bonita gastando pouco!
Nesta época de crise, você cortou academia, cabeleireiro e roupas novas? Então fique de olho em dicas de mo  [...]
mbf_banner_noticias_24-grdxi
Como reformar sua casa gastando pouco!
Cansou da decoração do quarto ou precisa trocar a fiação de todo ambiente? O momento da renovação pode s  [...]
Imprevisto
Surgiu um imprevisto? Descubra como sair dessa.
Em alguns casos, ter a planilha de gastos mensais em dia não adianta. Aprenda a lidar com problemas inesperad  [...]