87268726

04 janeiro 2017
promocoes-comeco-ano-2017
Faça valer o seu dinheiro nas liquidações de janeiro e veja também estratégias para resistir às tentações!

Em dezembro, entre confraternizações, presentes de Natal e viagens de fim de ano, a saída foi gastar com sabedoria e economizar para dar conta de tudo sem se endividar, certo? Eis que chega janeiro e, com ele, as incríveis promoções! Até 70% off, descontos progressivos, compre dois e leve o terceiro item de graça, enfim. São inúmeras as estratégias do varejo para atrair clientes e lucrar. E você, pensa: “oba!”. “É justamente em época de promoções que mais se deve controlar essa sensação de que precisa comprar um produto só porque ele é barato”, alerta José Vignoli, educador financeiro do Portal Meu Bolso Feliz. Ou seja, da mesma forma que o comércio trabalha com estratégias para vender, o consumidor deve ter suas próprias estratégias para resistir às tentações e gastar de forma inteligente. Abaixo, listamos 15 dicas para isso. Leia com atenção e boas compras!

COMO SE DAR BEM NAS PROMOÇÕES

1 – Planeje-se e pesquise preços

Encarar toda compra como uma ação planejada pode tirar um pouco da graça de fazer compras, mas é uma atitude essencial para garantir a sua saúde financeira e evitar o impulso. Liste o que precisa, o quanto pode gastar e pesquise preço. “Para fazer boas compras e aproveitar promoções é fundamental pesquisar preços. Viu algo que gostou em liquidação? Visite uma loja concorrente para verificar se de fato aquele valor é promocional”, aconselha Vignoli. Especialmente em época de inflação alta, o hábito de pesquisar o melhor preço deve ser constante.

2 – Pechinche!

Mesmo em produtos já com descontos pode-se conseguir um preço melhor. “É aquela história, perguntar não dói”, diz o educador financeiro. Há diversas maneiras de pechinchar: oferecendo pagar à vista, mostrando que o concorrente oferece um valor mais baixo no mesmo item, negociando poder pagar em mais tempo (no caso de parcelar a compra) e até mesmo pedindo um brinde!

3 – Leve dinheiro

Vá munido de dinheiro, em espécie, e saiba até onde pode ir – ou melhor, o quanto pode gastar. O preço tende a cair quando os clientes oferecem o pagamento à vista. “Muitas vezes eu pergunto se tem desconto se eu pagar à vista e o vendedor diz que não. Aí eu pergunto ‘e se eu pagar em dinheiro?’. Na maioria das vezes ganho 5%”, diz a historiadora Daniela Franco. Ou seja, vale a dica de ser mais específico, já que muita gente entende à vista como sendo o pagamento no débito. Então, pergunte especificamente por um desconto se pagar em espécie!

4 – Busque o que está precisando

Esta é a hora de procurar aquele item que está precisando há algum tempo, mas adiando a compra. Por exemplo, um creme de mão que acabou e que está pela metade do preço ou uma camisa branca básica que usa muito para trabalhar, um eletrodoméstico… A ideia é se concentrar em itens que terá de comprar eventualmente. Mas, lembre-se: só invista se o preço estiver mesmo vantajoso! Caso contrário, espere um pouco mais, até poder de fato arcar com o gasto.

5 – Prefira itens que usará por um bom tempo

Caso esteja comprando roupas e acessórios, pense em peças básicas e atemporais, ou seja, que não vão sair de moda quando mudar a estação. Dessa forma, a sua compra será bem aproveitada por um bom tempo! Neste processo, certifique-se de que o material da peça é de qualidade. Afinal, não adianta pagar barato em algo que não durará.

6 – Pergunte sobre as condições de troca

“Vou levar. Se não gostar, eu troco”. Muito cuidado com essa frase! Primeiro porque se não tem certeza que gostou, não deve levar o item. Segundo porque, especialmente em época de promoção, muitas lojas restringem trocas e devoluções. Pode ser que o estabelecimento nem faça a troca, a não ser em caso de defeito, conforme previsto no Código de Defesa do Consumidor. E, claro, guarde a Nota Fiscal após a compra.

7 – Tenha a internet como aliada

Especialmente se for comprar itens como eletrônicos, perfumes, livros e artigos para casa, vale dar uma boa pesquisada na internet antes de passar no shopping. Tais itens costumam ter preços mais vantajosos em lojas online. Anote os preços que viu online e use-os para comprar com os valores promocionais anunciados nas lojas físicas.

8 – Leia nas entrelinhas

A promoção parece muito incrível? Desconfie. Cuidado em especial com e-mails ou anúncios que aparecem na tela do computador ou chegam até você via WhatsApp ou SMS. Não compre nada com apenas um clique! Certifique-se antes de que de fato só pagará o valor anunciado, sem taxas, juros, fretes ou qualquer acréscimo. Aja da mesma forma nas lojas físicas, perguntando exatamente como funciona a promoção anunciada na vitrine.

9 – Cuidado com as armadilhas

Não raro, em época de promoção, as lojas colocam apenas alguns itens com preço promocional. E, claro, usam justamente os valores dessas peças como chamariz para atrair o cliente. Para não acabar se encantando por algo que não está com desconto, ao entrar já pergunte “quais são os itens em promoção?”. Então vá direto no que está de fato com desconto.

DICAS PARA RESISTIR ÀS TENTAÇÕES

10 – Conheça sua realidade financeira

Tenha em mente que junto com esses descontos irresistíveis vêm as despesas de começo de ano como impostos como IPTU e IPVA, fatura do cartão de crédito mais alta devido às compras extras de fim de ano, despesas com material escolar, matrícula etc. “Ter noção das despesas que possui e que estão por vir trás o consumidor para a realidade das suas finanças, deixando-o menos propenso a gastar como se estivesse sobrando dinheiro”, diz Vignoli.

11 – Vai a um centro de consumo? Reserve tempo na agenda!

Vá a estabelecimentos como supermercado, lojas de rua e shopping quando estiver com bastante tempo e calma. “Há estudos que mostram que pessoas com mais tempo compram menos porque refletem antes de tomar uma decisão”, diz o educador financeiro. Por outro lado, se você está com pressa, acaba levando coisas de modo impulsivo, sem pensar nas consequências ou mesmo se realmente precisa ou gostou do item.

12 – Deixe o cartão de crédito em casa

Se não tiver a necessidade de fazer uma compra grande, que só poderá fazer usando o cartão de crédito, o melhor é deixa-lo em casa. Lembre-se que os juros do cartão de crédito são os mais altos e, como ele facilita o impulso de comprar mesmo sem ter o dinheiro na conta e também de parcelar o valor total, acaba sendo ainda mais perigoso, pois contribui para que você perca o controle das suas finanças!

13 – Conte até 10

Sabe aquela técnica de contar até 10, quando se está nervoso, para se acalmar? Pois é mais ou menos isso que você deve fazer antes de efetuar uma compra. Pense muito bem! Ignore a insistência e lábia do vendedor, seu desejo de levar o item, o tempo que passou na loja. Pense apenas se de fato precisa daquilo e, mais importante, se pode pagar pela compra.

14 – Seja racional

Sim, uma promoção pode ser uma ótima oportunidade de comprar algo por um valor mais baixo. Mas, se você usar o rotativo do cartão de crédito ou entrar no cheque especial para conseguir aproveitar esse preço vantajoso, pode terminar pagando muito mais pela peça, pois os superarão o desconto. “É preciso saber a diferença entre um bom preço e uma boa compra. Um bom preço de nada adianta se você adquirirá dívidas com a compra”, diz o especialista. De que adianta economizar hoje e assumir uma dívida a perder de vista no futuro?

15 – Defina prioridades

Estabelecer metas a médio e longo prazo ajuda a economizar, sabia? Isso porque, tendo que juntar dinheiro para realizar um sonho freia um pouco o gasto com supérfluos. Afinal, por que gastar com essa blusa que você nem precisa quando se pode engordar a poupança para aquele intercâmbio tão desejado? “Uma coisa que fiz ano passado que me ajudou muito foi colocar uma foto do vestido de noiva que eu queria na carteira. Aí toda vez que pegava o cartão via a foto e lembrava que não podia gastar”, conta a gerente de TI Patrícia Yazawa.

Paula Aftimus

Paula Aftimus

Jornalista com especialização na State University of New York, editora de publicações e portais do Grupo Abril e especialista em mídias digitais. Passagem acadêmica pelas áreas de Serviço Social e Educação e MBA em Gerenciamento de Projetos pela FGV

Veja também

mbf_banners_portal_223x86_01
Como aproveitar seu dia de folga!
Idéias criativas e baratas para relaxar e aproveitar o feriado. Fique atento às sugestões e faça seu dia r  [...]
economizar-transportes
8 dicas para economizar no transporte
Seja usando o carro ou o transporte público, há maneiras de economizar ao se locomover na cidade. Veja açõ  [...]
hobby_noticia
Transformando o hobby em renda: como começar?
Em tempo de crise, muitas pessoas estão usando a criatividade e buscando nos hobbies uma forma de conseguir u  [...]