48614861

30 setembro 2014

mbf_banner_noticias_16

Uma pesquisa encomendada pelo Meu Bolso Feliz mostra que seis em 10 consumidores já se arrependeram por ter comprado coisas que não precisavam. Na avaliação dos especialistas do SPC Brasil, o fato de as pessoas comprarem itens e se arrependerem depois revela que aquela compra provavelmente foi motivada por impulsos psicológicos de comprar imediatamente, feita sem pensar e que não foram planejadas e calculadas dentro do orçamento pessoal.

“O ato de comprar pode provocar uma sensação de bem estar, euforia e relaxamento, o que induz os consumidores a agir por impulso em busca desse tipo de recompensa e prazer imediato. Além disso, o bombardeio publicitário e as facilidades do parcelamento dão a impressão de que essas compras não vão abalar o próprio orçamento”, explica o educador financeiro do Portal Meu Bolso Feliz, José Vignoli.

Mas comprar por impulso — mesmo quando se está com dinheiro — revela, gastos desnecessários, falta de planejamento e desperdício de dinheiro do consumidor, que poderia ser utilizado em itens realmente necessários. O dinheiro que está sobrando e que foi usado para comprar algo que talvez o consumidor nunca use pode ser poupado e aplicado para ser usado em uma situação de emergência financeira ou para realizar um sonho a longo prazo.

 

VEJA AQUI SE VOCÊ É IMPULSIVO NA HORA DAS COMPRAS:

1- Não pesquisa preço;

2- Está sempre atento a lançamentos e novidades;

3- Não pensa na necessidade, basta gostar para comprar;

4- Tem poucos objetivos e sonhos, o que faz o dinheiro ir para compras imediatistas e desnecessárias;

5- Gosta de acompanhar as tendências de moda e novidades tecnológicas a qualquer preço;

6- É facilmente seduzido por apelos de promoção;

7- Tem sentimentos de alegria ao comprar;

8- Sempre que recebe o salário, gosta de comprar alguma coisinha para se agradar;

9- Nunca sabe o quanto gasta com as compras;

10- Sempre encontra um motivo para comprar: ficar bonito, momentos de vida, eventos, agradar os outros, etc;

11- Na maioria das vezes acaba nem usando o que compra.

 

O QUE FAZER PARA RESISTIR:

1- Buscar satisfação nas pequenas coisas da vida, elas não estão necessariamente ligadas às compras ou ao dinheiro, mas sim nas experiências que a vida nos traz;

2- Evitar lugares que o estimulem a comprar por impulso. Estes lugares existem.

3- Não considerar verdade absoluta tudo que é recomendado pela propaganda e redes sociais;

4- Resistir às tentações do crédito, que podem fazer a pessoa comprar mais do que precisa;

5- Sair para comprar depois de uma briga, se estiver ansioso por um acontecimento ou chateado;

6- Evitar sair com amigos que gostem de comprar, afinal cada um deve saber o tamanho de seu próprio bolso;

7- Faça uma lista antes de sair para as compras, reflita sempre sobre a real necessidade do produto e não saia do planejado;

8- Faça um controle de gastos, inclusive de compras, para acompanhar as compras de necessidades e “comprinhas” impulsivas que podem fazer toda a diferença no equilíbrio de seu orçamento

 

O orientador convida os impulsivos a fazerem um exercício mental: “pensem ‘eu não vou me proibir de comprar, afinal, eu posso, mas não vai ser agora’. Na maioria das vezes, a vontade passa e depois dá até preguiça de voltar para comprar”, aconselha.

 

 

Veja também

mbf_banner_noticias_18-x30ab
Realize o sonho da casa própria
Dicas inteligentes para comprar seu imóvel sem dor de cabeça Entre todos os sonhos de consumo da maioria das  [...]
compra
Táticas para driblar a tentação da compra
Descubra que ser feliz pode ir muito além do que você adquire e saiba como e quando comprar de maneira consc  [...]
mbf-cartao-pre-pago-dicas
Vantagens e desvantagens do cartão pré-pago
Entenda como funciona esse método de fazer pagamentos, saques e transferência e se vale a pena utilizá-lo  [...]