CDB

O que é?

Os CDBs são os Certificados de Depósito Bancário. Eles funcionam como um “empréstimo” que você faz ao banco, em duas modalidades: CDB pré-fixado ou CDB pós-fixado.

A diferença é simples: ao aplicar em um CDB pré-fixado, você já sabe quanto ele vai render na data de vencimento do título. No caso do pós-fixado, o rendimento vai depender de quanto a taxa de juros e a inflação vão variar entre o dia da aplicação e do resgate.

Quem não gosta de correr nenhum risco, deve aplicar em CDBs pré-fixados. E quem aceita enfrentar algum risco em troca de uma rentabilidade um pouco maior, deve considerar os pós-fixados. Seu gerente pode ajudá-lo a fazer a melhor escolha na época da aplicação.”

A rentabilidade que você pode obter aplicando em CDB depende de alguns fatores, como investimento mínimo e o banco que você escolher. O gerente de sua conta deve informá-lo sobre o rendimento do CDB que o seu banco oferece. Vale a pena pesquisar”.

Que risco eu corro?

Os CDBs são um investimento de baixo risco de crédito, pois no caso de falência do banco, o Fundo Garantidor de Crédito (FGC) devolve ao investidor as aplicações de até R$ 250 mil.

Quanto pago de imposto?

Ao contrário da aplicação na poupança, que não paga imposto, o investimento em CDB tem cobrança de Imposto de Renda (IR). Você irá pagá-lo no vencimento do título ou no momento em que decidir resgatar (retirar) o valor investido.

O IR é cobrado apenas sobre o rendimento (e não sobre o valor aplicado). Se você aplicou, por exemplo, R$ 1.000,00 e vai resgatar R$ 1.100,00, o IR vai incidir sobre os R$ 100,00 do rendimento.

O percentual de IR cobrado varia com o tempo de aplicação. Quanto maior o prazo, menor imposto cobrado. Confira:

tabela-IR

Há, ainda, outro imposto cobrado nas aplicações em CDB. Você terá de pagar o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) sobre resgates efetuados em prazos inferiores a 30 dias, que será de, no máximo, 1,25% ao dia.

Como você pode perceber, o governo quer incentivar as pessoas a aplicarem por um tempo maior. Por isso, os impostos são maiores quando o investidor resgata o dinheiro mais rapidamente.

Como faço para aplicar?

Para aplicar em CDB, você deve ter uma conta corrente em um banco. É possível aplicar até mesmo de casa, através da internet. O valor mínimo a ser aplicado varia de uma instituição para outra. Em geral, já é possível investir a partir de R$ 100,00. Um bom prazo de aplicação, para se garantir um bom rendimento, é de dois anos.

DICAS

CDBs são aplicações recomendadas para quem tem maiores valores disponíveis (por exemplo, a partir de R$ 30.000,00) e não precisa retirar o dinheiro em curto prazo (no mínimo 6 meses). É preciso fazer as contas e comparar com a caderneta de poupança, pois os rendimentos do CDB estão sujeitos a impostos, e a remuneração obtida vai depender também de quanto o banco cobrar para fazer a aplicação. Simule agora.

Pesquise em vários bancos antes de escolher onde investir em CDBs. Se você tem planos de longo prazo (dois anos ou mais) para seu dinheiro, o CDB é uma boa opção.

Outros tipos de investimentos:

Tire suas dúvidas sobre este assunto

Converse com o especialista Converse com o especialista

Fatal error: Call to a member function show() on a non-object in /home/meubolso/public_html/wp-content/themes/bolsofeliz/page-internas-tipos-de-investimentos.php on line 121