Dinheiro é limitado

Para os pais, muitas vezes é difícil explicar aos filhos que dinheiro é limitado e, portanto, tem fim. Por isso mesmo, é muito importante que você converse com eles sobre esse assunto desde cedo. As crianças precisam aprender e compreender que o dinheiro deve ser usado de maneira controlada, para evitar problemas. E se o assunto é tratado de forma tranquila, com exemplos, a criança vai compreender mais facilmente.

É preciso que você explique a eles, de maneira clara, que o dinheiro da família é utilizado para várias coisas – as compras do supermercado, o pagamento das contas de água, luz e escola, a aquisição de roupas e sapatos, os passeios no fim de semana. E que o dinheiro é um recurso limitado: os pais recebem X e devem gastar X. As crianças precisam entender que não dá para comprar todas as coisas que elas querem – como o dinheiro é limitado, elas precisam saber gastar e saber fazer escolhas.

Aprenda a dizer não!

Dinheiro é limitado

Imagine a seguinte situação: numa ida ao shopping, seu filho quer comprar vários brinquedos. Você sabe que o dinheiro não vai dar para tudo, mas um brinquedo mais barato é possível. Você mostra isso à criança e libera o brinquedo mais barato, explicando que ele deve ESCOLHER. Mas seu filho insiste, insiste e começa a fazer birra (o que é um grande temor para 99% dos pais). Nesse momento, é preciso ter firmeza: diga NÃO, ignore a birra e mantenha a proibição.

Cabe aos pais impor limites, definir o que é importante para a família. É saudável para as crianças que elas compreendam como é a realidade da vida cotidiana – os gastos que são feitos, a necessidade de um planejamento para essas despesas. Não é porque foi ao shopping que tem que comprar. Comprando sempre, a criança vai achar que todo dia é dia de presente. Procure concentrar os presentes em datas específicas como aniversário e Natal e valorize estes momentos.Todo esse aprendizado é fundamental para uma vida financeira saudável, e essa é uma lição para a vida inteira.

DICA

A partir de três anos, a criança já pode ser estimulada a ter um cofrinho. É claro que ela não terá a noção de poupar ou de guardar, mas ela vai compreender melhor o que é o dinheiro, como ele pode ser usado; vai aprender  que ela pode juntar moedas e comprar  alguma coisa. É um recurso interessante que pode tornar bem mais legal a sua primeira “lição” de educação financeira.

Para conversar:

livro-a-cigarra-e-a-formiga A cigarra e a formiga – É um livro interessante, que mostra atitudes positivas e negativas em relação a guardar recursos, se preparar e não gastar tudo o que se recebe. Você pode ler a história para seu filho e fazer comentários positivos, como: “viu como as formigas se prepararam para esperar o inverno? Elas não gastaram tudo, guardaram os alimentos e não ficaram preocupadas quando começou o tempo ruim”.

 

livro-cora-carolina A menina, o cofrinho e a vovó – Nesse livro, a escritora Cora Coralina conta a história de uma vovó que começa a fazer doces para vender por necessidade financeira. Ela enfrenta dificuldades, mas segue em frente. Um dia, descobre que, se tivesse uma geladeira, tudo poderia ser diferente. Então, compra uma usada, a prazo. Mas a neta, Célia, faz uma surpresa para a vovó ao abrir seu cofrinho. E a vovó fica muito agradecida e faz algo especial.

Conteúdos relacionados às crianças:

Tire suas dúvidas sobre este assunto

Converse com o especialista Converse com o especialista
  • Facebook
  • Google Plus
  • Youtube