Essencial e supérfluo

Essencial: o que é necessário, indispensável.

Supérfluo: que ultrapassa a necessidade, que é mais do que se necessita; desnecessário.

Na definição do Dicionário Houaiss, é muito fácil compreender a diferença entre esses dois termos. Mas, na vida prática, a história é outra. E, em relação ao consumo, isso se torna ainda mais complexo. Na sociedade atual, o consumo passou a ditar padrões e comportamentos, estabelecendo uma valorização do TER em relação ao SER.

Essencial e supérfluo

Por isso mesmo, em algum momento da vida do adolescente, ter o último modelo de celular vai ser algo essencial. E você, como pai, tem o desafio de mostrar a ele que aquele celular NÃO é essencial à vida dele: essencial é ele ter afeto, poder ser acolhido, contar com a família, ter amigos, poder comer, beber, exercitar sua cidadania.

A proposta não é que você tenha uma atitude de excluir o consumo da vida da família. A perspectiva que você deve mostrar ao seu filho é que o consumo é, sim, relevante – é legal comprar um celular, uma calça nova etc. – mas esses objetos não são essenciais à vida dele.

Confissões de uma consumidora compulsiva

confissoes

Fique atento ao desperdício, aos gastos exagerados, às compras desnecessárias, ao valor que se atribui a marcas e grifes, que são formas de usar mal o dinheiro que você ganha. 

DICA

“Educar para o consumo” – Cássia D’Aquino e Maria Tereza Maldonado

Neste livro, as duas autoras abordam o consumo crescente entre as crianças e o papel dos pais para frearem o consumismo.

Conteúdos relacionados à adolescentes:

Tire suas dúvidas sobre este assunto

Converse com o especialista Converse com o especialista
  • Facebook
  • Google Plus
  • Youtube