É um sistema que tem o objetivo de acumular recursos para garantir uma renda mensal no futuro aos seus participantes. Além da previdência oficial, há dois tipos de planos de previdência no país: abertos e fechados.  Os fundos fechados são chamados de fundos de pensão, e são constituídos por empresas e destinados aos seus funcionários, sendo a contribuição de responsabilidade das duas partes, conforme previsto em cada estatuto. Os planos de previdência abertos podem se contratados por qualquer pessoa em uma instituição financeira e, geralmente, são oferecidos nas modalidades Planos Gerador de Benefício Livre (PGBL) e Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL).  O Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) permite ao contribuinte abater o investimento do Imposto de Renda (IR) em até 12% da renda tributável. O imposto é pago apenas no resgate e incide sobre todo o montante acumulado ao longo dos anos. Já o plano chamado Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL) é mais indicado para quem apresenta o modelo simples de declaração do IR e não pretende contratar um Plano de Previdência que irá acumular ao longo dos anos um grande volume financeiro.