Uso do crédito inteligente

Uso do crédito inteligente

Para você usar o crédito a seu favor, a primeira coisa a fazer é pesquisar, pois as taxas de juros variam de um banco para outro. Atualmente, os bancos públicos, como Banco do Brasil e Caixa, estão com os juros mais atraentes.

Ter uma conta salário em um banco já é a contrapartida que você oferece ao banco na hora de pedir um dinheiro emprestado. A instituição faz o cálculo tendo como referência o seu salário, o que garante juros mais baixos.

No caso do cartão de crédito, a melhor dica é pagar sempre em dia e no valor total da fatura. Assim, você usa o crédito a seu favor e evita o endividamento crescente gerado pelos juros. Eles incidem no valor que você deixa de pagar ao optar pelo “pagamento mínimo” ou “parcial” da fatura.

Se precisar de um empréstimo de maior valor, entrar com um bem como garantia também ajuda bastante. O mais comum no mercado, hoje, é o automóvel. Se você tiver certeza de que vai dar conta de pagar o empréstimo, pode entrar com o carro como garantia, o que também garante juros mais baixos.

Mas fique atento: o carro vai ficar em nome do banco e, se você não conseguir pagar, vai perder o seu patrimônio!

O melhor mesmo a se fazer é pegar um empréstimo sempre mais baixo. Para isso, é preciso dar o maior valor possível como entrada. No caso do financiamento de um imóvel, use o FGTS, por exemplo, para dar de entrada. No caso de um carro, espere juntar uma quantia expressiva (como 20% do valor total) para dar à vista e reduzir as parcelas.

Tire suas dúvidas sobre este assunto

Converse com o especialista Converse com o especialista
  • Facebook
  • Google Plus
  • Youtube