92699269

25 outubro 2017
sites-esttrangeiros
Um em cada cinco internautas brasileiros buscam ofertas em sites internacionais. Preços são atrativos, mas alguns cuidados são necessários ao comprar pela internet

Você sabe comprar pela internet? A cada dia mais gente busca ofertas online e as promoções podem ser uma boa maneira de adquirir bens necessários economizando, mas é preciso ter atenção para não sair perdendo no comércio virtual, especialmente para compras em sites internacionais, uma tendência crescente. Pesquisa realizada pelo SPC Brasil e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) aponta que cerca de um em cada cinco brasileiros que realizaram compras pela internet (21,9%) tem o hábito de comprar em sites estrangeiros.

Segurança digital

Assim como em compras em sites brasileiros, o primeiro cuidado ao tomar é em relação à segurança da transação. Antes de inserir dados pessoais ou informações para o pagamento, verifique a credibilidade do site ou aplicativo. Isso pode ser feito pesquisando mais sobre a empresa em questão, buscando comentários de quem já comprou, verificar as redes sociais da marca e checar se, na hora do pagamento, a plataforma de venda conta com ferramentas básicas de segurança. No caso de sites, por exemplo, um cuidado é ver se o endereço da página conta com o formato HTTPS em vez de apenas HTTP. Trata-se de uma indicação de protocolo de transferência de dados seguro (do inglês Hyper Text Transfer Protocol Secure), uma garantia adicional de que se trata realmente da página da empresa em questão e não de um site falso.

Está na dúvida se a transação é segura ou não? A orientação é ter cuidado e adiar a compra. Vale sempre, se surgir algum ponto suspeito, conversar com amigos, em especial com quem tem experiência ou noções básicas de segurança na internet. Comprar com calma e cuidado é fundamental para evitar experiências traumáticas e cair em furadas.

Consumo planejado e o real valor das mercadorias

No caso de compras internacionais, a ideia de fazer uma programação financeira e trabalhar com planejamento é fundamental por duas questões principais: prazo de entrega e diferença entre o valor anunciado e o custo final, tratando-se de uma importação. Uma mercadoria pode demorar para chegar e sair mais cara do que o esperado seja pelo risco cambial, seja por conta dos impostos.

A pesquisa do SPC Brasil e CNDL indica que o tempo médio para o recebimento é de cerca de 31 dias. Mais de um em cada três consumidores (38,4%) teve que esperar mais de um mês para receber o que comprou. Assim, se for uma necessidade urgente, talvez seja melhor considerar outra possibilidade de compra. Consegue lidar com a espera? Então é hora de considerar o custo.

Nem sempre o preço no site é o valor final que o consumidor terá que pagar para receber a mercadoria. No caso de importações, é sempre bom ter em mente as taxas cobradas pela Receita Federal. “É preciso ficar atento, pois a alíquota que vai incidir sobre os itens adquiridos é de até 60% sobre o valor, incluindo as despesas com transporte e seguro. Se o consumidor não pagar, os Correios não liberam a mercadoria. A categoria ‘livros, revistas e publicações’ é isenta. Vale comparar o custo total do produto incluindo o frete, em sites nacionais e internacionais a fim de ver a melhor alternativa da compra”, explica o educador financeiro do Meu Bolso Feliz, José Vignoli.

Conforme informações disponíveis em outubro de 2017 no site da Receita Federal, não há cobrança de impostos para remessas no valor total de até US$ 50,00 (cinquenta dólares americanos), “desde que sejam transportadas pelo serviço postal, e que o remetente e o destinatário sejam pessoas físicas”. Na dúvida, vale acessar a página para verificar as regras.

Atenção às compras por impulso

Outro ponto importante, que deve ser considerado na hora de comprar pela internet, é ter uma postura ativa ao decidir se vale ou não aproveitar descontos. O ideal é ter em mente as necessidades reais e, a partir daí, buscar ofertas, de modo a economizar. Ficar navegando a esmo só a partir das promoções pode levar o consumidor a adquirir bens desnecessários, gastar no fim das contas, mais do que havia programado. Trata-se de uma postura que o consumidor deve ter não apenas para compras pela internet, mas para a vida.

É bom ter especial cuidado para, ao comprar por impulso a partir das ofertas, não acabar endividado. Os cuidados ao comprar em sites internacionais, considerando sua saúde financeira, são os mesmos que você deve ter ao fazer compras em lojas físicas: organizar-se, avaliar se possui dinheiro para gastar neste momento, pesquisar preços e não clicar em “comprar” com a cabeça guiada pelas emoções.

Cuidados na hora de comprar

– Atenção com a equivalência de tamanhos em sistemas de numeração estrangeiros. Alguns sites possuem medidas ombro-ombro, ou regulados pela altura. Se não for o caso, são inúmeros os sites com a tabela de conversão de tamanhos, basta colocar no Google: “tamanho roupas sites estrangeiros”.

– Observe também ao prazo de entrega, que pode ser de meses. E, importante: caso o produto chegue com atraso ou venha com defeito, a única possibilidade é reclamar no próprio site, mas sem soluções asseguradas, já que o Código de Defesa do Consumidor nacional não se aplica a empresas hospedadas no exterior, a não ser que ela tenha um representante ou filial no país.

– Em muitos desses sites estrangeiros é possível ter acesso às avaliações dos produtos por outros usuários. Isso ajuda a saber se a roupa vendida é de qualidade: basta analisar as notas e comentários fornecidos pelas pessoas que já compraram aquele determinado produto. Alguns compradores, inclusive, postam imagens da peça que receberam.

Dicas para aproveitar os descontos

– Muitos sites estrangeiros trabalham com o chamado cashback (dinheiro de volta, em inglês), no qual o usuário recebe de volta parte do que gastou em uma loja parceira do programa, seja na forma de crédito no aplicativo para utilizar em outras lojas parceiras ou como dinheiro, diretamente na conta corrente.

– Por fim, fique de olho em sites que oferecem cupons para compras online. Um jeito fácil de descobrir é digitar no Google o nome da loja e o termo “coupon”. Sites como o Retailmenot também mostram cupons disponíveis em diversos sites estrangeiros.

Paula Aftimus

Jornalista com especialização pela State University of New York, editora de publicações e portais do Grupo Abril e do Grupo LANCE!, especialista em mídias digitais e marketing de conteúdo. MBA em Gestão Estratégica e Econômica de Projetos pela FGV.

Veja também

mbf_banner_noticias_13-3k32u
Divirta-se nas férias gastando pouco
Aproveite as ofertas dos sites de compra coletiva e aproveite os descontos de até 90% em viagens, passeios, j  [...]
cartao-de-credito-cuidado-dicas
O que fazer para nunca mais se enrolar no cartão de crédito
Veja o que fazer para nunca mais ter dor de cabeça ao receber a fatura do cartão de crédito. Com algumas a  [...]
spc-mbf-financas-familia-organizar
Como organizar as finanças na família
Conversar sobre dinheiro, em casa, é mais importante do que parece. Veja como se educar financeiramente junto  [...]