Há pais que confessam que não conseguem colocar limites. Dizem que os filhos simplesmente os ignoram e continuam fazendo o que querem. Por medo de serem autoritários, sentem dificuldade de exercer autoridade. No entanto, na aprendizagem do respeito pelos outros, é essencial que os limites sejam colocados com clareza, paciência e persistência, juntamente com as respectivas consequências. Estas serão aplicadas sempre que os “combinados” não forem cumpridos.

Limites claros, consistentes e colocados no momento certo ajudam crianças e adolescentes a lidar com as frustrações, a ter consideração e respeito pelos outros, a pensar alternativas possíveis, desenvolvendo a criatividade e a inteligência social.

Nos primeiros anos de vida, vivemos na lei do desejo: “Eu quero agora!”. Pouco a pouco, aprendemos a viver na lei da realidade: “Nem sempre tenho tudo que quero, na hora ou do jeito que eu desejaria”. Passamos a perceber a existência e o direito dos outros, aprendemos a fazer acordos.

No decorrer de toda nossa vida, precisamos fazer escolhas e renúncias, desenvolvendo a autodisciplina, buscando o equilíbrio entre deveres e prazeres. Para construir o freio interno, é preciso contar inicialmente com o freio externo representado pelos limites colocados no âmbito da família e da escola, junto com suas respectivas consequências, até que sejamos capazes de, autonomamente, colocar os limites necessários para nós mesmos. Essa competência nos permite, por exemplo, desenvolver disciplina financeira para não nos endividarmos, evitar a ingestão excessiva de comida ou de bebidas alcóolicas e muitas outras ações que revelam a capacidade de cuidar bem de nós mesmos.

Quando aprendemos a tomar conta de nós mesmos

Ninguém precisa ficar mandando na gente!

Não adianta ficar reclamando da cobrança

Se não faz a sua obrigação

E nem quer ter responsabilidade

Para ser livre é preciso saber se organizar

Quando não deixa tudo pra depois

Sobra muito mais tempo pra brincar!

Voltar para colunistas

Veja também

noticiaPerdeuEmprego
Perdeu o emprego? Veja como fugir da inadimplência
O primeiro passo é otimizar os gastos, se organizando financeiramente. Aprenda como fazer!  [...]
spc-mbf-viagem-cruzeiro-barata
Faça uma viagem de cruzeiro, sem se endividar
Fazer uma viagem de cruzeiro não é um desejo impossível. Planejando-se financeiramente, você pode, sim, em  [...]
shutterstock_289585190
Confira novas condições de pagamento do cartão de crédito
Mudança nas regras do cartão não elimina os riscos de endividamento. Planejamento e disciplina nos gastos s  [...]